Caio Ruiz dedica gol para família e revela sentimento de defender a Seleção: ‘Prazer imenso’

Caio Ruiz dedica gol para família e revela sentimento de defender a Seleção: ‘Prazer imenso’

Ala, que foi convocado pela primeira vez, marcou na vitória por 5 a 1 sobre Comores, neste domingo (10)

Seleção de Futsal encara Comores no último compromisso na Europa nesta Data FIFA. Caio Ruiz Seleção de Futsal encara Comores no último compromisso na Europa nesta Data FIFA. Caio Ruiz
Créditos: Thais Magalhães/CBF

A Seleção de Futsal encerrou a Data FIFA de abril com 100% de aproveitamento – três jogos e todos com vitória. Esse período de partidas foi ainda mais especial para Caio Ruiz. O ala foi convocado pela primeira vez e marcou com a camisa canarinho. Ele assinalou neste domingo (10), na goleada por 5 a 1 sobre Comores. O atleta comemorou a convocação e o gol assinalado.

“Graças a Deus conseguimos cumprir nossos objetivos: conquistar o Torneio e as vitórias. Particularmente, é sempre um prazer imenso representar a Seleção. Foi minha primeira vez e estou muito feliz. Compartilho esse sonho com a minha família e amigos. No primeiro jogo, fiquei um pouco acanhado, tímido, acredito que seja normal. Hoje consegui me soltar mais e fiz um gol. Foi pouco tempo de trabalho e penso que daqui para frente estarei ainda melhor”, declarou.

O ala da Seleção Brasileira fez sua dedicatória aos pais; Dilson e Rose, a esposa; Emanuelle e a irmã, Bruna.

“Dedico para todos. Seria ingrato se fosse apenas para uma pessoa. Principalmente, para meus pais e irmã, que sofreram comigo nessa longa caminhada na minha carreira. Sei de tudo que passei e eles acompanharam de perto. Dedico especialmente para eles”, contou.

Seleção de Futsal encara Comores no último compromisso na Europa nesta Data FIFA. Caio Ruiz Seleção de Futsal encara Comores no último compromisso na Europa nesta Data FIFA. Caio Ruiz
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Caio também revelou à CBF o sentimento ao saber que seria chamado por Marquinhos Xavier para a disputa desses duelos amistosos.

“Quando me ligaram avisando que, possivelmente, eu estaria na lista, foi uma emoção muito grande. Fiquei sem reação e liguei para minha família. Chorei de felicidade. Não tive palavras, nenhuma resposta, sinceramente. Representar o Brasil sempre foi meu sonho e de muitas crianças do Paraná, minha região”, falou antes de completar sobre o apoio de todos os seus conterrâneos pela convocação.

“Sonho de qualquer menino se tornar jogador e chegar à Seleção, que é o topo. Eu e todos ficamos muito felizes. Moro em uma cidade pequena de sete mil pessoas. Toda Guairaçá (PR) ficou feliz comigo e isso me deixou nas nuvens”, concluiu.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira