Em dia de Meninos da Vila, Kaio Jorge faz dois pelo Brasil Sub-17 e cita Rodrygo: 'Parceirão'

Em dia de Meninos da Vila, Kaio Jorge faz dois pelo Brasil Sub-17 e cita Rodrygo: 'Parceirão'

Artilheiro da Seleção Brasileira no Mundial Sub-17, Kaio Jorge deixou sua marca em cobranças de falta e de pênalti contra o Chile

Brasil x Chile - oitavas de final Copa do Mundo Sub-17 2019. Kaio Jorge

Créditos: Alexandre Loureiro/CBF

Nas categorias de base do Santos, há um famoso ditado que diz que dois raios podem, sim, cair no mesmo lugar. A quarta-feira de futebol serviu para reforçar isso. Horas depois de Rodrygo marcar seus três primeiros gols na Champions League, Kaio Jorge brilhou com a camisa da Seleção Brasileira na vitória por 3 a 2 sobre o Chile, no Mundial Sub-17.

Separados por apenas um ano de nascimento, as duas revelações do Santos têm muito mais em comum do que esta quarta-feira iluminada. Nascido em 2001, Rodrygo se tornou o jogador mais jovem a fazer um hat-trick perfeito na Liga dos Campeões. De 2002, Kaio marcou dois gols em um mesmo jogo de Copa do Mundo. Após a partida, o atacante da Seleção não escondeu o sorriso ao lembrar de seu amigo:

- Nós já jogamos juntos, somos bem amigos. Converso com ele quase todos os dias. Rodrygo é meu parceirão. Estou muito feliz. Estou torcendo por ele lá e tenho certeza que ele também está torcendo por mim aqui.

O primeiro gol do Brasil e de Kaio Jorge na partida saiu numa linda cobrança de falta. Com extrema categoria, o atacante deslocou o goleiro chileno para estufar a rede adversária.

Apesar do talento nato que Kaio tem para finalizar, esse gol é fruto de um trabalho árduo. No dia a dia, após os treinos, Kaio é um dos jogadores brasileiros que ficam em campo para treinar as cobranças de falta. A prática deu resultado e o gol veio em um momento crucial para a Seleção Brasileira.

- Quem acompanha nossos treinamentos sabe que quando acaba, sou o primeiro a pedir para bater falta e pênalti. Isso é uma característica minha, de finalização, que tento sempre aprimorar para nos jogos fazer gol. Quando vou para a cobrança, não penso em mais nada, só em colocar a bola na rede e sair comemorando - contou.

A noite poderia ter sido ainda mais especial para Kaio Jorge. O atacante teve um gol anulado pelo árbitro de vídeo no início do primeiro tempo. Feliz pela classificação às quartas de final, ele reforçou a importância do trabalho coletivo na vitória da Seleção.

- Se fossem três seria melhor. Mas melhor mesmo foi a vitória da equipe. Não importa se eu fizer gol ou não, só quero vencer as partidas para irmos cada vez mais longe no Mundial - concluiu.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira