Dalla Déa valoriza entrega da Seleção Sub-17 contra a Nova Zelândia

Dalla Déa valoriza entrega da Seleção Sub-17 contra a Nova Zelândia

Treinador destacou comprometimento tático dos jogadores após expulsão de Yan

Brasil x Nova Zelândia - Copa do Mundo Sub-17 2019. Guilherme Dalla Déa Brasil x Nova Zelândia - Copa do Mundo Sub-17 2019. Guilherme Dalla Déa
Créditos: Alexandre Loureiro/CBF

A Seleção Brasileira viveu momentos difíceis na segunda rodada do Mundial Sub-17. Ainda no primeiro tempo, o lateral Yan foi expulso. Mesmo com um a menos, o Brasil soube correr atrás do resultado e venceu a Nova Zelândia por 3 a 0 no Bezerrão.

Da beira do gramado, o técnico Guilherme Dalla Déa comandou a Seleção e aprovou a postura do time.

- Sem dúvida, parabenizar a todos esses atletas. Hoje tivemos uma entrega sensacional de todos eles, um comprometimento com a Seleção Brasileira. Hoje todos nós podemos dizer que vieram e serviram muito bem a equipe. Agora é recuperar para sexta-feira contra a Angola - disse o treinador.

O placar marcava 1 a 0 para o Brasil no momento da expulsão de Yan. Isso não impediu a Seleção de aumentar a vantagem no placar ao longo da partida.

Até o fim do primeiro tempo, Dalla Déa improvisou Daniel Cabral na lateral direita. Na volta do intervalo, o treinador acionou um lateral de ofício e promoveu a entrada de Garcia no lugar de Talles Costa. Ainda entraram Sandry e Diego Rosa nos lugares de Kaio Jorge e Peglow.

O segundo gol da partida, marcado por Talles Magno, foi um símbolo do espírito desse time. Mesmo com um a menos, o atacante pressionou a saída de bola da Nova Zelândia e foi recompensado com um erro do goleiro.

- É um time altamente técnico, muito vertical. E quando é desafiado consegue ter um comportamento defensivo excelente. Demonstrou isso no decorrer de 65 minutos, com um jogador a menos fica muito difícil, mas o comprometimento tático desde o Matheus Donelli até o Tales Magno e Kaio Jorge foi fundamental - destacou.

O Brasil agora viaja para Goiânia onde, na próxima sexta-feira, enfrenta Angola em confronto direto pelo primeiro lugar do grupo.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira