Dalla Déa elogia movimentações ofensivas do Brasil contra o Canadá

Dalla Déa elogia movimentações ofensivas do Brasil contra o Canadá

Técnico da Seleção Sub-17 citou estratégia para "preencher a área" dos adversários e projetou próximo duelo, com a Nova Zelândia

No Bezerrão, Brasil estreou contra o Canadá na Copa do Mundo Sub-17. Guilherme Dalla Déa No Bezerrão, Brasil estreou contra o Canadá na Copa do Mundo Sub-17. Guilherme Dalla Déa
Créditos: Alexandre Loureiro/CBF

Após quase 20 dias de trabalho ininterruptos, a Seleção Brasileira estreou bem no Mundial Sub-17. No Bezerrão, o Brasil derrotou o Canadá por 4 a 1, com gols de Peglow (2), Franklin (contra) e Gabriel Veron. Para além do resultado, o técnico Guilherme Dalla Déa aprovou a movimentação do ataque brasileiro na partida.

Ênfase nos últimos treinamentos, a postura tática dos atacantes da Seleção fez a diferença na construção da goleada. Todos os gols saíram de jogadas de linha de fundo, como vinha trabalhando Dalla Déa.

- O Talles Magno fez movimentos que deixaram seus companheiros livres para fazer gols, como o Peglow e Veron. São jogadores extremamente agudos, que buscam o gol o tempo inteiro. O Peglow tem uma finalização de longa e média distância fantástica. O mais importante foi que ajustamos o jogo contra o Canadá, porque tivemos que preencher mais a área, e assim fizemos os gols da partida - destacou o treinador.

Apesar do placar elástico, Dalla Déa não aprovou totalmente a atuação do Brasil. Afinal, mesmo nas vitórias, é possível identificar erros e corrigí-los para a próxima partida. Contra a Nova Zelândia, na terça-feira, por exemplo, o treinador quer ver o time mais compacto e equilibrado na hora de se posicionar dentro de campo.

- Não falo só da linha defensiva, mas de toda a nossa equipe. De repente não conseguimos pressionar, eles quebraram a pressão e fizeram o gol. É um jogo de Copa do Mundo, temos que estar muito equilibrados emocional e mentalmente. Eu tenho certeza que eles sabem disso, talvez pela estreia no Mundial, no nosso país, tudo isso tenha pesado um pouco. Mas iremos ajustar para a próxima terça-feira - reforçou Dalla Déa.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira