História da Seleção: Brasil tem quatro títulos da Copa do Mundo Sub-17

História da Seleção: Brasil tem quatro títulos da Copa do Mundo Sub-17

Confira o histórico da Seleção Brasileira na competição e todos os fatos e números que colocaram o Brasil no topo do mundo nesta categoria, de acordo com a FIFA

Brasil vence o México e é campeão Mundial Sub-17 Brasil vence o México e é campeão Mundial Sub-17
Créditos: Alexandre Loureiro/CBF

A decisão já estava nos acréscimos. O placar marcava 1 a 1 entre Brasil e México no estádio Bezerrão, na cidade do Gama, em Brasília. Coube ao iluminado Lázaro aproveitar o cruzamento vindo da direita, em bola perfeita do lateral Yan, e, de primeira, estufar as redes dos mexicanos. 2 a 1. Explode a incansável torcida brasileira nas arquibancadas. Desaba o promissor atacante no tapete verde. Depois de 16 anos, a Seleção Brasileira voltava a conquistar a Copa do Mundo Sub-17, o tetracampeonato da categoria.

A conquista em novembro de 2019 recolocou o Brasil no seu devido lugar na competição de seleções organizada pela FIFA desde 1985 e voltada para a formação de novos jogadores e à apresentação de talentos do futuro do futebol mundial. Das 18 edições realizadas desde 1985, a Seleção Brasileira participou de 17 e lidera o ranking das 82 seleções que já disputaram o torneio em número de jogos disputados e de vitórias conquistadas.

Com a taça erguida em 2019, o Brasil chegou a quatro títulos em seis finais disputadas na história. Fica atrás somente da Nigéria, com cinco Copas do Mundo na categoria. Os outros três troféus foram conquistados em 1997 (Egito), 1999 (Nova Zelândia) e 2003 (Finlândia).  

Entre 1997 e 2001 a Seleção Brasileira ficou 15 jogos sem perder, sua maior sequência sem derrotas na história do torneio. Na campanha vitoriosa na edição de 1997, o Brasil marcou 21 gols, recorde até agora da Canarinho. Na última edição, em 2019, foram 19 gols marcados.  

O primeiro gol marcado na história da Copa do Mundo Sub-17 é de um jogador brasileiro: o meia-atacante Bismarck, do Vasco da Gama, balançou as redes para o Brasil em 31 de julho de 1985, na vitória sobre o Catar por 2 a 1, em Shangai, na China.

A Seleção Brasileira é a que mais marcou gols na história da competição, com 199 bolas na rede. Ainda assim, só um atleta brasileiro terminou o torneio como artilheiro: o atacante Adriano, ex-Guarani e São Paulo, marcou quatro gols em 1991 e ostenta o feito até hoje. 

Outra conquista importante do Brasil na Copa do Mundo Sub-17 são os dois troféus Fair Play, conquistados em 2017 e 1995. O prêmio é dado à equipe que mais praticou o jogo limpo dentro de sistema de pontuação e critérios adotados pela organização.

CAMPANHAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA NA COPA DO MUNDO SUB-17

 

ANO DA COMPETIÇÃO PAÍS SEDE CLASSIFICAÇÃO
2019 Brasil CAMPEÃO
2017 Índia 3º lugar
2015 Chile 6º lugar
2013 Emirados Árabes 5º lugar*
2011 México 4º lugar
2009 Nigéria 17º lugar
2007 Coreia do Sul 10º lugar
2005 Peru 2º lugar
2003 Finlândia CAMPEÃO
2001 Trinidad e Tobago 5º lugar
1999 Nova Zelândia CAMPEÃO
1997 Egito CAMPEÃO
1995 Equador 2º lugar
1993 Japão Não participou
1991 Itália 6º lugar
1989 Escócia 6º lugar
1987 Canadá 13° lugar
1985 China 3º lugar

*Brasil foi eliminado sem perder: 4 vitórias e um empate. 

NÚMEROS DO BRASIL NA COPA DO MUNDO SUB-17:

17 participações
89 jogos disputados – seleção que mais jogou
39 jogos sem sofrer gols -recorde da competição.
60 vitórias – Brasil é o país que mais venceu entre os 82 participantes
11 empates
18 derrotas
199 gols marcados
80 sofridos

Três jogadores brasileiros marcaram três gols em um só jogo (Hat trick):

Caetano – Brasil x Trinidad e Tobago - 19 de setembro de 2001.
Leonardo – Brasil x Paraguai – 21 de novembro de 1999.
Mosquito – Brasil x Eslováquia – 17 de outubro de 2013.

As três maiores goleadas do Brasil na Copa do Mundo Sub-17:

Brasil 7 x 0 Áustria – 6 de setembro de 1997.
Brasil 7 x 0 Nova Zelândia – 18 de agosto de 2007.
Brasil 6 x 0 Catar – 23 de setembro de 2005.

ATLETAS BRASILEIROS PREMIADOS NA COPA DO MUNDO SUB-17:


Bola de Ouro ou Prata* Atleta Edição
Ouro Willian 1985
Prata Fabio Pinto 1997
Prata Evandro 2003
Ouro Anderson 2005
Prata Nathan 2013
Ouro  Gabriel Veron (Foto) 2019

*Prêmio dado ao melhor jogador da competição

Chuteira de Ouro, Prata ou Bronze* Atleta Gols marcados Edição
Ouro Adriano 4 1991
Bronze Fabio Pinto 4 1997
Bronze Leonardo 4 1999
Bronze Caetano 4 2001
Bronze Adryan 5 2011
Bronze Boschilia 6 2013
Bronze Kaio Jorge 5 2019

*Prêmio dado aos artilheiros da competição.

Luva de Ouro - Melhor goleiro Edição
Gabriel Brazão 2017
Matheus Donelli 2019


CAMPANHAS NOS TÍTULOS DO BRASIL E CONVOCADOS



2019 – O tetracampeonato em casa (Foto)

Final: Brasil 2 x 1 México 
Gols:
Kaio Jorge e Lázaro

CLIQUE AQUI e navegue pelos jogos completos do Brasil na Copa do Mundo FIFA 2019

Convocados: Matheus Donelli, Yan, Henri, Luan Patrick, Patryck, Daniel Cabral, Diego Rosa, João Peglow, Kaio Jorge, Gabriel Veron, Talles Magno, Talles Costa, Matheus Araújo, Pedro Lucas, Lázaro, Sandry, Gabriel Noga, Renan, Gustavo Garcia, Marcelo Pitaluga, Cristian.
Técnico: Guilherme Dalla Déa

 

2003 – O retorno ao topo

Convocados: Bruno, Leo, João, Leonardo, Junior, Sandro, Jonathan, Arouca, Ederson, Evandro, Abuda, Thyago, Marcelo Lomba, Marlon, Arthur, Felipe, Juliano, Tody, Hugo, Walisson.
Técnico: Marcos Paquetá

Primeira fase:

Brasil 1 x 1 Camarões
Gol: Abuda

Brasil 5 x 0 Portugal
Gols: Leo, Abuda, Ederson, Evandro e Thyago.

Brasil 3 x 0 Yemen
Gols: Evandro (2x) e Arouca

Quartas de final:

Brasil 3 x 0 EUA
Gols: Leonardo, Ederson e Evandro

Semifinais:

Brasil 2 x 0 Colômbia
Gols: Abuda (2x)

Final:

Brasil 1 x 0 Espanha
Gol: Leonardo

 

1999 – A defesa do título

Convocados: Rubinho, Marquinhos, Ricardo, Eduardo, Anderson, Leo, Walker, Souza, Cacá, Leandro, Carlos Henrique, Diego Cavalieri, Bruno Leite, Matheus, Wellington, Leonardo, Andrezinho, Adriano Imperador.
Técnico: Carlos Cézar

Primeira fase:

Brasil 2 x 1 Austrália
Gols: Marquinhos e Carlos Henrique

Brasil 0 x 0 Mali

Brasil 0 x 0 Alemanha

Segunda fase:

Brasil 4 x 1 Paraguai
Gols: Leonardo (3x) e Cacá

Brasil 2 (4) x (2) 2 Gana
Gols: Leonardo e Tetteh (contra)

Brasil 0 (8) x (7) 0 Austrália

 

1997 – O primeiro título

Convocados: Fábio, Andrey, Fernando, Jorginho, Gavião, Rogério, Flávio, Henrique, Adiel, Ronaldinho Gaúcho, Matuzalem, Ferrugem, Fabio Pinto, Abel, Diogo Rincon, Geovanni, Anailson, Ranieri
Técnico: Carlos Cézar

Primeira fase:

Brasil 7 x 0 Áustria
Gols: Diogo Rincon, Fabio Pinto, Geovanni, Ferrugem, Matuzalem, Ronaldinho e Anailson

Brasil 3 x 0 EUA
Gols: Jorginho, Adiel e Matuzalem

Brasil 3 x 1 Oman
Gols: Jorginho, Fabio Pinto e Geovanni

Segunda fase:

Brasil 2 x 0 Argentina
Gols: Fabio Pinto (2x)

Brasil 4 x 0 Alemanha
Gols: Adiel, Geovanni, Ferrugem e Ronaldinho

Brasil 2 x 1 Gana
Gols: Matuzalem e Andrey

SOBRE A COPA DO MUNDO FIFA SUB-17:

A competição mais importante para a categoria começou a ser disputada em 1985, na China. Desde então é realizada de dois em dois anos para jovens atletas que, no ano da realização do torneio, completam 17 anos. Até 2005 a competição abria vagas para 16 seleções. Em 2007, a Copa do Mundo Sub-17 passou a contar com 24 seleções participantes. O Campeonato Sul-Americano Sub-17, realizado pela Conmebol, é classificatório para o Mundial.

O torneio é conhecido por apresentar ao mundo os jovens mais promissores em seus respectivos selecionados. Por esse motivo, chama a atenção de centenas de observadores de clubes em busca de novos talentos para o futuro de seus elencos. 257 jogadores que passaram pela disputa na categoria sub-17 alcançaram vaga em suas seleções principais e participaram de uma Copa do Mundo FIFA.  

Entre esses, 13 nomes vivenciaram a glória de entrar em campo em uma final de Copa do Mundo, e três marcaram gols na decisão. O seleto grupo é formado por Petit (França/1998); Ronaldinho Gaúcho (Brasil/2002); Buffon, Del Piero e Totti (Itália/2006); Casillas, Fabregas, Iniesta, Fernando Torres e Xavi (Espanha/2010); Gotze e Kross (Alemanha/2014); e Mendy (França/2018).

O brasileiro Ronaldinho Gaúcho é o único jogador da história que venceu as duas competições.

Fonte: FIFA

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports