Após gol pela Seleção Sub-17, Lázaro comemora nos braços da família

Após gol pela Seleção Sub-17, Lázaro comemora nos braços da família

Pais e irmã do atacante o recepcionaram no hotel da Seleção Brasileira e se emocionaram com a noite que o jovem viveu

familia do Lazaro familia do Lazaro
Créditos: cbftv

A noite de 14 de novembro de 2019 não sairá da memória de Lázaro tão cedo. Foi dele o gol que colocou o Brasil na final do Mundial Sub-17. Aos 43 do segundo tempo, ele estufou a rede da frança e definiu a vitória por 3 a 2.


Mas nenhum dos sorrisos que Lázaro deixou pelo gramado do Bezerrão se comparam ao que ele deu quando chegou no hotel da Seleção Brasileira. Lá, ele foi recepcionado por Wanderson (pai), Jeane (mãe) e Beatriz (irmã), sua família. Diante dos três, o menino encontrou a paz no meio de uma noite alucinante.

- Agradeço muito a esses três, que eu cada dia busque ser uma pessoa boa, gentil. Eles me ajudam bastante, sou grato a Deus por tudo isso, pela família que eu tenho - disse o atacante da Seleção.

A paixão de Lázaro pela bola começou muito cedo. Aos quatro anos, quando ainda morava em Belo Horizonte, o jovem já demonstrava o sonho de ser jogador de futebol. Seu pai, Wanderson, sempre acreditou. E acompanhou o menino em cada passo que deu no futebol.

Na Copa do Mundo Sub-17, não foi diferente. Wanderson esteve ao lado de Lázaro em todos os momentos e testemunhou uma noite memorável para seu filho.

- Não tem explicação. A gente, sempre com pé no chão, pedindo a Deus, orientando. Dizendo: calma, que sua hora vai chegar. Ele é um moleque iluminado, Deus sabe a hora de agir e ele agiu no momento certo - contou.

No dia do jogo entre Brasil e França, Lázaro teve uma motivação a mais. Horas antes do jogo, o atacante recebeu uma mensagem especial de sua mãe, Jeane. Um vídeo dele consolando os rivais italianos, na fase anterior. Para ela, a cena mostra a simplicidade de Lázaro.

- Ela me mandou o vídeo do jogo contra a Itália, eu consolando os jogadores. Ela disse que eu tenho um coração bom, que ela tem orgulho de mim. Ler isso dos meus pais, isso é bastante gratificante para mim. Nunca vou esquecer minhas raízes. Sou pé no chão, venho trabalhando cada vez mais - lembrou.

Se a família acertou nos conselhos para Lázaro, a noite também foi de profecias dos companheiros de Seleção Brasileira. Pelo menos duas pessoas previram o que aconteceu: o meia Daniel Cabral e o técnico Guilherme Dalla Déa.

No intervalo da partida, o treinador conversou separadamente com Lázaro e Matheus Araújo. Ainda indeciso sobre quem entraria, ele garantiu que quem fosse acionado mudaria o jogo. Dentro de campo, a previsão de Cabral já foi um pouco mais direta.

- Quando ele entrou no jogo, eu falei: você vai decidir para a gente. Ele disse "vamos, estou contigo". Dito e feito. Ele nos ajudou. É muito importante poder contar com essa fera, esse irmão, esse craque. É uma peça fundamental - recordou o meia.

No próximo domingo, às 19h, Lázaro e a Seleção Brasileira entram em campo para decidir o Mundial Sub-17 contra o México. A partida será no Bezerrão, no Distrito Federal.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports