Beach soccer brasileiro exporta mais de 50 profissionais para a Europa

Beach soccer brasileiro exporta mais de 50 profissionais para a Europa

Modalidade brasileira faz história ao enviar tantas pessoas ao maior centro de desenvolvimento e competições

Beach soccer brasileiro exporta mais de 50 profissionais para a Europa

Créditos: Foto: Instagram BSWW

Há 26 anos surgiu nas areias de Copacabana um evento que parava a cidade do Rio de Janeiro e deixava muita gente em frente à TV nas manhãs de domingo. Era o beach soccer, um futebol jogado na areia num campo com dimensões parecidas com as do futsal. Plasticidade, técnica apurada, muitos gols e ídolos dos gramados fizeram aquele espetáculo ser um sucesso absoluto pelo país.

O tempo passou e o evento virou um esporte, com competições de base, futebol feminino, clubes grandes formando equipes e outros tantos surgindo incentivando a prática do beach soccer.

Entre altos e baixos ao longo do tempo, o ano de 2019 já entrou para a história da modalidade. Pela primeira vez nestes 26 anos, o Brasil exportou mais de 50 profissionais para a Europa, o maior centro de desenvolvimento e competições importantes do esporte.

Desde o dia 31/5 até 9/6, acontece a Euro Winners Cup, em Nazaré-POR, que reúne os principais clubes das ligas europeias. São equipes masculinas e femininas brigando para decidirem quem é a melhor do Velho Continente. E para ajudá-las nesse objetivo, exatos 54 profissionais foram exportados do Brasil, entre atletas, treinadores e membros de comissão técnica.

“Esse marco na história do beach soccer brasileiro deixa clara a evolução do esporte no nosso país. As dificuldades ainda são muitas, principalmente na questão financeira. Ainda necessitamos de apoio de patrocinadores para realizarmos muita coisa que está no papel. Mas a união entre confederação e federações vem resultando em muitas competições, gerando, assim, uma oportunidade incrível de formação de atletas, tanto de base, quanto adulto no masculino e feminino, de treinadores e também de árbitros”, ressaltou o presidente da Confederação de Beach Soccer do Brasil (CBSB), Rodrigo Royo.

O alto número de atletas disputando uma competição tão importante como essa também é comemorado pelo técnico da Seleção Brasileira, Gilberto Costa.

“Quanto mais torneios de alto nível nossos atletas disputarem, mais elevado será o desempenho deles pela seleção. A competitividade existente num campeonato onde praticamente todos os times tem dois, três jogadores de alto nível, de vários países, é muito alta. Isso é excelente”, disse.

Futebol feminino
Cada vez mais forte no cenário mundial, o beach soccer feminino vem desenvolvendo grandes atletas no Brasil. Na Euro Winners Cup são nove jogadoras, que figuram entre as protagonistas da competição.

O diretor do departamento de futebol feminino da CBSB, Marcelo Mendes, comemora o cenário favorável.

“Vivemos o melhor momento do futebol feminino no esporte. Hoje temos um bom número de atletas de ponta, que são frequentemente contratadas pelas principais equipes europeias, e invariavelmente se destacam entre as melhores do mundo. Ainda necessitamos de mais competições aqui dentro do Brasil, mas já há um avanço significativo em relação a alguns anos atrás. Temos como meta formar a 1ª seleção brasileira da categoria ainda neste ano e vamos brigar por isso”, disse Marcelo, um dos nomes mais respeitados do beach soccer, e que iniciou sua vitoriosa trajetória no esporte, na década de 90, justamente sendo treinador de equipes femininas.

Confira a lista completa dos profissionais brasileiros na Euro Winners Cup 2019

MASCULINO
Atletas
– Sporting-POR: Rafinha, Catarino, Zé Lucas
– Braga-POR: Bruno Xavier, Bokinha, Filipe, Be Botelho e Rafa Padilha
– Casa Benfica Loures-POR: Anderson Baiano
– Casa Benfica Caldes-POR:* Vitor Aquino
– São Domingos-POR: Savio e Jackslan
– Alfarim-POR: Paulo Vitor
– ACD Sótão: Salvador e Silvinho
– Kristall-RUS: Mauricinho, Rodrigo e Datinha
– Lokomotiv-RUSAntonio
– CSKA-RUS: Izaias e Anderson Wesley
– Delta-RUS: Nelito, Igor e Thanger
– Catania-ITA: Eudim, Lucão e Fred
– Levante-ESP: Beijinha e Bryan
– Charges-SUI: Gabriel e Luquinhas
– Lodz-POL: Paulinho e Jordan
– BS Boca– POL: Alejandro e Lucas Calmon
– Arthur Music-UCR: Dmais
– Antalia-TUR: Brendo
– Perwez-BEL: Aldo
– Spitfires-ING: Carlos Geteski
– Portsmouth-ING: Felipe Lira

COMISSÃO TÉCNICA
– Catania-ITA: Fabricio Santos (treinador), Bruno Germano (auxiliar técnico), Julinho Franco (preparador de goleiros) e Felipe Soares (analista de desempenho)
– Casa Benfica Loures-POR: Daniel Zidane (auxiliar técnico)

FEMININO
– Lady Terracina-ITA: Noele Bastos, Natália Pedrini e Lorena Medeiros
– Lokris-ITA: Lele Villar, Lele Lopes e Dani Barbosa
– Terracina Feminille-ITA: Jessica Mendonça
– Grembach-POL: Adriele e Barbara Colodetti


Veja mais

PATROCINADORES

Seleção Brasileira