Brasil se impõe, bate o Egito e avança às semifinais dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Estádio de Saitama (JAP) Sábado, 31 de Julho de 2021 07:00
Brasil

Brasil

Egito

Egito

Na busca pelo bi

Brasil se impõe, bate o Egito e avança às semifinais dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Matheus Cunha marcou ainda no primeiro tempo e sacramentou a vitória da Seleção Brasileira, que garante ao menos um jogo valendo medalha em Tóquio

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Matheus Cunha Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Matheus Cunha
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O sonho do bi olímpico segue mais vivo do que nunca para o Brasil! Com grande atuação na manhã deste sábado (31), a Seleção Olímpica ditou o ritmo das quartas de final diante do Egito, venceu por 1 a 0, no Estádio de Saitama, e se garantiu nas semis da Olimpíada de Tóquio

Anote na agenda: de olho na decisão, a Canarinho volta a campo na próxima terça-feira (3), às 5h (de Brasília). O adversário da semifinal sairá do confronto entre México e Coreia do Sul.

O jogo 

O Brasil ditou o ritmo dos 45 minutos iniciais desde o primeiro toque na bola. O time de André Jardine soube jogar com paciência para encontrar os espaços no ataque e levar a vantagem para o intervalo. Aos cinco minutos, na tentativa pelo alto, Daniel Alves cruzou na segunda trave, mas antes de Richarlison chegar para cabecear, o goleiro El Shenaway afastou o perigo. Na sequência Richarlison apareceu de novo, mas esbarrou na marcação.

O Egito até tentou responder e teve sua melhor chance, aos 12, com Akram Tawfik. Mas a Seleção Brasileira seguiu ligada no jogo. E, aos 15, Antony por pouco não abriu a contagem de perna esquerda. Três minutos depois, o atacante brazuca apostou na marcação alta, recuperou a bola no ataque e achou Matheus Cunha livre dentro da área, mas o camisa 9 não conseguiu fazer o domínio. 

Antes do primeiro gol, o Brasil ainda chegou forte com Richarlison, Matheus Cunha e Douglas Luiz. Até que, aos 36, a insistência brasileira, enfim, surtiu efeito. Tudo começou nos pés de Claudinho, que abriu para Richarlison pelo lado esquerdo, o atacante fez boa jogada individual e tocou no meio para Matheus Cunha finalizar bonito, e colocar a Seleção na frente: 1 a 0. Já nos acréscimos, Douglas Luiz, de falta, quase anotou mais um para a Canarinho.

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Claudinho, Matheus Cunha e Richarlison Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Claudinho, Matheus Cunha e Richarlison
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Depois do intervalo, a equipe brasileira teve duas boas chances logo no primeiro minuto do segundo tempo, com Claudinho e Matheus Cunha. Sem diminuir o ritmo, a Canarinho montou acampamento no ataque dos dez aos 15 minutos. Arana parou no goleiro egípcio, Douglas Luiz errou o alvo, enquanto Richarlison por detalhe não completou cruzamento rasteiro para o gol. 

Ainda com maior presença ofensiva, a Seleção assustou com Paulinho, aos 21 e aos 28. E novamente com Richarlison, aos 36. Nos minutos finais do confronto decisivo, o Egito foi para o tudo ou nada, mas a Canarinho soube se segurar na defesa para garantir a classificação rumo às semifinais dos Jogos Olímpicos.

BRASIL: Santos, Daniel Alves, Nino, Diego Carlos, Guilherme Arana; Bruno Guimarães, Douglas Luiz, Claudinho (Reinier); Antony (Malcom), Matheus Cunha (Paulinho) e Richarlison (Gabriel Menino). Técnico: André Jardine

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Matheus Cunha

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Matheus Cunha

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Claudinho, Matheus Cunha e Richarlison

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Claudinho, Matheus Cunha e Richarlison

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Matheus Cunha

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Matheus Cunha

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Matheus Cunha

Brasil e Egito se enfrentaram no Estádio de Saitama. Matheus Cunha

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Brenno Goleiro
Lucão Goleiro
Santos Goleiro
Abner Lateral
Dani Alves Lateral
Gabriel Menino Lateral
Guilherme Arana Lateral
Bruno Fuchs Zagueiro
Diego Carlos Zagueiro
Nino Zagueiro
Ricardo Graça Zagueiro
Bruno Guimarães Meia
Claudinho Meia
Douglas Luiz Meia
Matheus Henrique Meia
Reinier Meia
Antony Atacante
Gabriel Martinelli Atacante
Malcom Atacante
Matheus Cunha Atacante
Paulinho Atacante
Richarlison Atacante

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol semp tcl free fire kwai grupo cimed fiat pague menos bitci cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil