Brasil goleia Panamá e lidera grupo F da Copa do Mundo

Copa do Mundo Feminina FIFA Austrália e Nova Zelândia 2023

Estádio Hindmarsh | Adelaide, Austrália Segunda, 24 de Julho de 2023 08:00
Brasil

Brasil

Panamá

Panamá

Com o pé direito!

Brasil goleia Panamá e lidera grupo F da Copa do Mundo

Com três gols de Ary Borges e um de Bia Zaneratto, brasileiras garantem vitória em Adelaide e mantêm invencibilidade na abertura do Mundial

Ary Borges marcou hat-trick diante do Panamá na estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo Feminina. Ary Borges Ary Borges marcou hat-trick diante do Panamá na estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo Feminina
Créditos: Thaís Magalhães/CBF

A Seleção Brasileira Feminina estreou com vitória na Copa do Mundo. No estádio Hindmarsh, em Adelaide, na Austrália, o Brasil venceu nesta segunda-feira (24) o Panamá, por 4 a 0. Com a vitória, a Seleção lidera o Grupo F, com três pontos, e inicia a campanha em busca da primeira estrela. No domingo (23), a França empatou com a Jamaica, por 0 a 0, na primeira partida do grupo.

HAT-TRICK DE ARY BORGES

Ary Borges foi o destaque do primeiro jogo da Seleção na Copa. Ela marcou três gols na sua estreia com a camisa da Seleção no Mundial e ainda deu a assistência para outro. 

Aos 23 anos, a atacante se tornou a jogadora mais jovem a marcar três gols em uma estreia pela Seleção Brasileira.

Artilheira da Copa do Mundo, Ary Borges fez os dois primeiros. Ela marcou aos 18 mim e 38 mim, ambos no primeiro tempo. A maranhense ainda fez o quarto tento da Seleção, aos 24 minutos da etapa final. Bia Zaneratto marcou o terceiro logo aos 4 minutos do segundo tempo.

Em Adelaide, Seleção Feminina Principal estreia na Copa do Mundo Feminina: Brasil x Panamá. Ary Borges e Bia Zaneratto Ary Borges e Bia Zaneratto comemoram gol pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo Feminina
Créditos: Thaís Magalhães/CBF

ESCRITA MANTIDA

A vitória na Austrália manteve o ótimo retrospecto da Seleção Brasileira Feminina na primeira rodada em Mundiais. Presente nas nove edições da Copa do Mundo Feminina, as brasieliras sempre venceram na rodada de abertura. A maior goleada foi no Mundial de 1999, quando o Brasil goleou o México, por 7a 1, com três gols de Pretinha, três de Sissi e um de Kátia Cilene.

ESTREANTES

A Canarinho teve nove atletas que entraram em campo pela primeira vez em uma partida de Copa do Mundo: Letícia, Antonia, Lauren, Bruninha, Duda Sampaio, Adriana, Gabi Nunes, Kerolin e Ary Borges. Entre as 23 convocadas por Pia, são 11 que têm a primeira oportunidade em Mundiais.

Em Adelaide, Seleção Feminina Principal estreia na Copa do Mundo Feminina: Brasil x Panamá. Kerolin e Ary Borges Geyse e Kerolin homenageram Marta em comemoração de gol com direito à coreografia
Créditos: Thaís MagalhãesCBF

PRIMEIRO TEMPO
O Brasil começou mais agressivo. Com menos de um minuto de partida, Adriana por pouco não abriu o placar. A goleira Bailey sai bem do gol e impediu o primeiro gol da Seleção. Nos 10 primeiro minutos de jogo, o Brasil já tinha criado outras quarto oportunidades de gol.

O gol não demorou a sair. Aos 18min, Ary Borges abriu o placar. Ele aproveitou o cruzamento na medida de Debinha e fez o primeiro gol do Brasil na nona edição da Copa do Mundo.

Em vantagem, a Seleção continuou pressionando. Aos 38 min, o lado esquerdo voltou a funcionar. A lateral Tamires cruzou para Ary Borges marcar o segundo. A goleira Bailey rebateu a bola na cabeçada da ex-atacante do Palmeiras, que empurrou para o gol na segunda oportunidade.

Em Adelaide, Seleção Feminina Principal estreia na Copa do Mundo Feminina: Brasil x Panamá. Tamires e Luana Seleção Brasileira estreou com o pé direito na Copa do Mundo Feminina
Créditos: Thaís Magalhães/CBF

SEGUNDO TEMPO

A Seleção continuou melhor. Aos 3 min, Bia Zaneratto fez o terceiro gol. Ela aproveitou um bonito passe de Ary Borges e chutou forte sem chances de defesa.

Em seguida, Pia decidiu mexer no time. Ela tirou a lateral Antônia e as atacantes Debinha e Bia Zaneratto. Elas foram substituídas, respectivamente, por Bruninha, Gabi Nunes e Geyse.

A Seleção continuou melhor e fez o quarto gol aos 24 minutos. Ary Borges aproveitou o cruzamento de Geyse e fez o seu terceiro.

Em Adelaide, Seleção Feminina Principal estreia na Copa do Mundo Feminina: Brasil x Panamá. Ary Borges Com três gols, Ary Borges foi o destaque do Brasil na goleada por 4 a 0 sobre o Panamá
Créditos: Thaís Magalhães/CBF

MARTA

Eleita melhor do mundo por seis vezes pela Fifa, Marta entrou no segundo tempo. Ela substituiu Ary Borges aos 29 min do segundo tempo. A alagoana disputa a sua sexta Copa do Mundo. Antes, ela participou dos Mundiais de 2003, 2007, 2011 e 2015 e 2019 e fez gols em todas as edições.

Em Adelaide, Seleção Feminina Principal estreia na Copa do Mundo Feminina: Brasil x Panamá. Marta Marta entrou em campo pela sexta Copa do Mundo
Créditos: Thaís Magalhães/CBF

AGENDA

A Seleção volta a jogar pela Copa do Mundo no próximo sábado (29). A partida pode definir a classificação antecipada para a próxima fase do vencedor do confronto. A França eliminou o Brasil da Copa do Mundo de 2019. O time é comandado por Hervé Renard, que foi técnico da Arábia Saudita no Mundial do Qatar no ano passado.

BRASIL: Letícia Izidoro; Antonia (Bruninha), Lauren, Rafaelle e Thamires; Luana (Duda Sampaio), Kerolin, Adriana e Ary Borges (Marta); Debinha (Geyse) e Bia Zaneratto (Gabi Nunes). Técnica - Pia Sundhage.

Em Adelaide, Seleção Feminina Principal estreia na Copa do Mundo Feminina: Brasil x Panamá Em Adelaide, Seleção Feminina Principal estreia na Copa do Mundo Feminina: Brasil x Panamá
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Letícia I. Goleira
Camila Goleira
Bárbara Goleira
Rafaelle Defensora
Mônica Defensora
Lauren Defensora
Kathellen Defensora
Antonia Defensora
Bruninha Defensora
Tamires Defensora
Duda Sampaio Meia
Ana Vitória Meia
Luana Meia
Adriana Meia
Angelina Meia
Ary Meia
Kerolin Meia
Debinha Atacante
Gabi Nunes Atacante
Andressa Alves Atacante
Marta Atacante
Geyse Atacante
Bia Zaneratto Atacante

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL Semo Technogym Core Laser Mectronic Kin Analytics