Seleção Masculina Sub-17 vence Paraguai e termina invicta série de amistosos no Maranhão

Amistosos da Seleção Brasileira Sub-17

Estádio Castelão, São Luís, Maranhão Terça, 08 de Novembro de 2022 19:30
Brasil

Brasil

Paraguai

Paraguai

Quatro vitórias

Seleção Masculina Sub-17 vence Paraguai e termina invicta série de amistosos no Maranhão

Com gol de Rayan, Brasil vence Paraguai e conclui etapa de preparação com quatro vitórias no Maranhão

Na despedida do período de preparação e amistosos em São Luís, no Maranhão, a Seleção Masculina Sub-17 venceu o Paraguai por 1 a 0, na noite desta terça-feira (8), no Estádio Castelão. O gol brasileiro foi marcado por Rayan. 

O técnico Phelipe Leal iniciou a partida com um time diferente do primeiro duelo com os paraguaios. Com Isac, Bernardo Valim, Ricardo, Guilherme e Luiz Gustavo de titulares. Assim como no último encontro, o Paraguai começou pressionando o Brasil em seu campo de defesa. Pelo lado esquerdo de ataque, construia as principais jogadas. 

A Seleção Brasileira demorou encaixar o seu jogo. Aos 12 minutos, Rayan saiu driblando os adversários pelo lado direito, entrou na área, mas a defesa paraguai conseguiu cortar na hora da finalização. Foi a primeira boa investida da Canarinho. 

O Brasil foi equilibrando a partida nos minutos seguintes. Aos 22’, Guilherme cruzou, Ricardo fez a parede com o peito, e Rayan ficou de frente para o goleiro. Foi só finalizar. Brasil 1 a 0. Aos 31’, o Paraguai perdeu sua melhor chance no primeiro tempo. A defesa brasileira falhou, e a bola sobrou livre para o atacante paraguaio, que chutou à direita de Phillipe Gabriel. 

 

A outra boa oportunidade do Brasil saiu aos 37 minutos, quando o meia Luiz Gustavo arriscou de fora e a bola explodiu no travessão. Quase marcou outro golaço no Castelão. 

No segundo tempo, a Seleção voltou com o mesmo time. Aos 4 minutos, Ricardo roubou a bola do zagueiro e chutou cruzado para fora. Bola passou muito perto. 

Com o Brasil mais organizado e controlando as ações, o Paraguai só conseguia assustar com chutes de longa distância. Aos 14, Isac cabeceou na pequena área após cobrança de falta de Rayan. Mais uma chance criada pela Canarinho.

Rodrigo e Matheus Ferreira entraram no lugar Ricardo e Bernardo Valim. Phelipe Leal começou a repor o fôlego da equipe, que começou a sentir o peso dos quatro jogos em sequência. 

Leal tirou Pedrinho e o lateral Esquerdinha. Entraram Alysson e Souza. A Seleção se defendia e tentava sair em contra-ataque. Os últimos 10 minutos se resumiram na solidez defensiva do Brasil enquanto um Paraguai tentava algo, sem muita inspiração. 

BRASIL: Phillipe Gabriel, Vitor Reis, Da Mata (C), Isac, Esquerdinha (João Souza), Bernardo Valim (Matheus Ferreira), Luiz Gustavo, Guilherme (Lucas Camilo), Rayan (J.P Chermont), Pedrinho (Alysson) e Ricardo (Rodrigo). Técnico: Phelipe Leal. 

PARAGUAI: Jesus Peralta, Rodrigo Gomez, Fernando Galeano, Oscar Lopez, Julio Vargas, Angel Aguayo, Eulalio Bareiro, Ever Coronel, Cesar Arias, Rodrigo Villalba (c) e Diego Flores. Técnico: Aldo Bobadilla. 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL SEMP TechnoGym StatSports Kin Analytics Globus Italian Excellence