Brasil derrota Japão nos pênaltis e é campeão do Maurice Revello 2019

Torneio Maurice Rivello - 2019

Stade d'Honneur Marcel Roustan, Salon-de-Provence (FRA) Sábado, 15 de Junho de 2019 11:00
Brasil

Brasil

Decisão nos pênaltis 5 4
Japão

Japão

Haja coração!

Brasil derrota Japão nos pênaltis e é campeão do Maurice Revello 2019

Após empate em 1 a 1 no tempo normal, brilha a estrela do goleiro Ivan, que defende última cobrança e garante título brasileiro

É Campeão! A Seleção Olímpica faturou o Torneio Maurice Revello 2019. Neste sábado (15), o Brasil se sagrou campeão do antigo Torneio de Toulon ao superar o Japão nos pênaltis. Após o empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, a equipe comandada pelo técnico André Jardine foi mais eficiente nas cobranças (5 a 4) e fez a festa no Stade d'Honneur Marcel Roustan, em Salon-de-Provence, na França.

De forma invicta, a Seleção Brasileira fechou o torneio com o troféu, a melhor defesa, o melhor ataque e o artilheiro. Ao todo, foram 16 gols marcados e apenas um sofrido. Autor do gol brasileiro na final, Matheus Cunha terminou na ponta da artilharia com quatro bolas nas redes.

O JOGO

A disputa pela posse de bola marcou o início do duelo. Além de pressionar a saída de bola do adversário, o Brasil apostava na troca rápida de passes para achar uma brecha no sistema defensivo do Japão. Aos 18 minutos, após trama pelo meio, Matheus Cunha percebeu a infiltração de Antony nas costas dos zagueiros e lançou o camisa 7, que tocou na saída do goleiro para abrir o placar, 1 a 0. Até então intransponível no torneio, a zaga brasileira foi vazada pela primeira vez e as equipes foram para o intervalo empatada. Aos 39 minutos, Ogawa aproveitou de Murilo e deixou tudo igual, 1 a 1 .

A Seleção Brasileira voltou a pressionar o Japão no segundo tempo. Com as linhas avançadas, o Brasil seguiu com mais posse de bola no campo adversário. Aos 11 minutos, Antony se livrou de dois marcadores e cruzou na medida para Matheus Cunha, que tirou tinta do travessão. Sem se expor, a equipe japonesa passou a apostar nos contra-ataques e, aos 14 minutos, o goleiro Ivan fez grande defesa em chute de Ogawa. Aos 17 minutos, Paulinho também levou a melhor na jogada individual, invadiu a área e levou perigo. O equilíbrio tomou conta da reta final da partida e a decisão foi para os pênaltis. Nas cobranças, o Brasil converteu todas a cobranças e faturou o título com a defesa do goleiro Ivan na última batida do Japão.

BRASIL: Ivan; Emerson (Guga), Lyanco, Murilo e Iago; Douglas, Matheus Henrique e Pedrinho (Mateus Vital); Paulinho, Antony (Wendel) e Matheus Cunha (Pedro). Técnico: André Jardine

Ivan
Lucão
Lucas Peri
Bruno Fuchs
Murilo Paim
Adryelson
Lyanco
Emerson Royal
Guga
Iago
Douglas Luiz
Bruno Tabata
Wendel
Matheus Vital
Lucas Fernandes
Matheus Henrique
Rogerinho
Pedrinho
Pedro
Matheus Cunha
Paulinho
Antony

PATROCINADORES

Seleção Brasileira NikeItaúVIVOGuaraná AntárticaMastercardGOLGrupo CIMEDSEMP TCLFIATUltrafarmaEnglish LiveTechnogymStatsports3 Corações