Antony comenta confiança de André Jardine e gratidão por Olimpíada

Antony comenta confiança de André Jardine e gratidão por Olimpíada

Experiente na Seleção Olímpica, o atacante exalta o trabalho do técnico André Jardine e diz que o grupo está preparado para os Jogos.

Antony treina com a Seleção Olímpica no CT do Palmeiras, em São Paulo Antony treina com a Seleção Olímpica no CT do Palmeiras, em São Paulo
Créditos: Marco Galvão/CBF

Antony é um dos jogadores da convocação final para os Jogos Olímpicos que esteve presente no ciclo para Tóquio desde o início do projeto em 2019. O atacante é vice-artilheiro da equipe, com seis gols, ao lado de Paulinho. 

Conhecido de longa data do técnico André Jardine, o camisa 11 do time olímpico falou, em coletiva de imprensa realizada na terça-feira (06), sobre sua relação com o comandante, construída nas categorias de base do São Paulo. 

“Minha relação com o Jardine é muito boa. Nós estivemos juntos desde a base do São Paulo. Estou muito feliz em ter a companhia dele novamente. Temos muito a crescer e a conquistar ainda. Ele é um treinador excelente. É uma pessoa com a qual me dou muito bem. Nós temos uma grande amizade. 

A disputa da Olimpíada é um sonho realizado por Antony. A experiência adquirida com a camisa da Seleção durante o período preparatório dá ao jogador uma tranquilidade. Durante as sete etapas de treinamentos e jogos preparatórios, o atacante mostrou sua importância dentro do esquema de jogo proposto por Jardine, sempre acionando os pontas e dando liberdade para a criação individual no último terço do campo. O jogador marcou gols no Torneio Pré-Olímpico, 2020; nos jogos contra Chile e Peru, em 2019; e nas partidas contra França e Japão pelo Torneio de Toulon, no mesmo ano, onde a Seleção sagrou-se campeã.

Apesar do histórico dentro do processo, o atacante não se considera uma referência dentro do grupo. Ele prefere deixar essa responsabilidade para os mais velhos:

“Referência eu não sei dizer se sou, mas fico muito feliz em ser um dos jogadores que está desde a primeira convocação. A gente sabe que é o sonho de qualquer jogador estar vestindo essa camisa tão grande. Eu venho para ajudar, somar e contribuir com minha qualidade. O título de referência eu vou deixar para os mais experientes”.

Há um ano jogando no Ajax, clube holandês, Antony será uma peça importante contra os adversários do Brasil nos Jogos Olímpicos por conhecer o estilo de jogo do futebol europeu. O atacante conta como foi a negociação para a sua liberação e diz ter deixado bem claro seu sonho em disputar a Olimpíada.

“Eu deixei bem claro que era um sonho meu estar aqui. Graças a Deus, com a ajuda do clube e do pessoal da CBF, deu tudo certo. Para mim é uma honra estar vestindo essa camisa e disputando essa Olimpíada”, reforçou.

A Seleção Olímpica está concentrada em São Paulo. Na última quinta-feira (1º), os convocados começaram a se apresentar para iniciar os treinamentos junto à comissão técnica. Por enquanto, André Jardine tem a sua disposição apenas atletas que atuam fora do país, como Antony. O atacante detalhou como foi a primeira semana de treinos, e diz ter sido produtiva e importante para eles, que estavam de férias.

“Foi uma semana de muito trabalho, cansativa, mas também bastante produtiva para nós que estávamos de férias. Foi bom pra crescer o nível físico. Os atletas que estão jogando já estão mais no ritmo, e foi por isso que nós nos apresentamos antes. Foi uma semana importante e intensa”, explicou Antony.

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Guaraná Antártica VIVO ITAÚ Mastercard GOL CIMED SEMP TCL FIAT Pague Menos BitCi 3 Corações Techno Gym Stat Sports Kin Analytics Globus