Santos quer repetir trajetória do amigo Weverton na Seleção Olímpica

Santos quer repetir trajetória do amigo Weverton na Seleção Olímpica

Amigos fora de campo, Santos e Weverton foram companheiros de clube, no Athletico, durante seis temporadas.

Nove atletas que jogam no futebol brasileiro se apresentam à Seleção Olímpica nesta quinta-feira (8). Santos. Nove atletas que jogam no futebol brasileiro se apresentam à Seleção Olímpica nesta quinta-feira (8). Santos.
Créditos: Marco Galvão/CBF

Santos tem pela frente uma grande missão: defender a meta brasileira durante os Jogos Olímpicos de Tóquio. Mas além de suas próprias credenciais, o goleiro ainda conta com um apoio de luxo para sair bem-sucedido do Japão. Durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (8), o arqueiro da Canarinho revelou que Weverton, campeão olímpico com a Seleção Brasileira em 2016, no Rio de Janeiro, tem sido fundamental durante esse período preparatório.

A parceria entre os dois vem de longe. Companheiros de longa data no Athletico e amigos fora dos gramados, Santos e Weverton compartilham, além do respeito mútuo como companheiros de posição, uma bela relação de incentivo. Com a missão de defender o gol e também o ouro olímpico, Santos se inspira em Weverton e projeta repetir a trajetória de sucesso do arqueiro do Palmeiras e da Seleção Brasileira.

“Eu e o Weverton sempre tivemos uma boa relação, até pelo fato de termos trabalhado muito tempo juntos no Athletico. Isso nos fortaleceu, essa disputa sadia fortaleceu tanto eu quanto ele. No momento em que ele teve a oportunidade, ele foi muito bem, muito feliz. E eu estou tendo a minha oportunidade agora. Espero repetir o feito que ele fez, conquistar essa medalha olímpica. Weverton é um cara que até ontem eu troquei mensagem com ele, conversamos um pouco. Fiquei bem feliz, ele me parabenizou pela convocação, me deu forças. É um cara que tenho um carinho e admiração muito grande, me ajudou muito a chegar onde cheguei. Sou muito grato por tudo que ele fez por mim, espero traçar o mesmo caminho que ele, e repetir essa medalha de ouro”, revelou Santos.

Segundo atleta mais experiente na Seleção Olímpica, com 31 anos, Santos pretende dividir sua bagagem com os demais companheiros e exercer a liderança dentro e fora de campo. Elogiado pelo técnico André Jardine, o goleiro da Seleção ressaltou que seu principal objetivo é fortalecer cada vez mais o grupo às vésperas dos Jogos de Tóquio.

“A gente acredita muito no trabalho que viemos fazendo durante esses anos de trabalho. Graças a Deus tem dado resultado. Campeão da Copa do Brasil, da Sul-Americana. A cada ano, a gente tenta evoluir mais. Dentro daquilo que o Jardine quer para a Seleção, eu tenho algumas características que podem ajudar, agregar. Como ele realmente gosta dessa liderança, eu espero exercê-la com sabedoria. A gente sabe o papel importante que a gente tem aqui dentro, espero contribuir da melhor forma possível para que a Seleção possa se fortalecer cada vez mais. Estou preparado para essa oportunidade, a gente sabe que a responsabilidade é muito grande por se tratar de uma Olimpíada e por eu ser um dos atletas acima da idade de 24 anos. Mas pode ter certeza que a gente está preparando para fazer um excelente trabalho e conquistar os objetivos da Seleção”, destacou o goleiro brasileiro.

Aos poucos, a Seleção Olímpica ganha forma. Na manhã desta quinta-feira (8), Santos e outros sete atletas que atuam em clubes brasileiros se apresentaram. A expectativa é de que, no decorrer do dia, Daniel Alves também reforce a delegação do Brasil e inicie a preparação sob o comando de André Jardine e toda a comissão técnica.

Nove atletas que jogam no futebol brasileiro se apresentam à Seleção Olímpica nesta quinta-feira (8). Santos. Nove atletas que jogam no futebol brasileiro se apresentam à Seleção Olímpica nesta quinta-feira (8). Santos.
Créditos: Marco Galvão/CBF

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil