Diego Carlos comemora primeiro título com a Seleção Brasileira: ‘Conquista para poucos'

Diego Carlos comemora primeiro título com a Seleção Brasileira: ‘Conquista para poucos'

Zagueiro, que salvou em cima da linha um gol que colocaria os espanhóis em vantagem, lembrou origem humilde e trajetória até Tóquio

Brasil x Alemanha pela primeira rodada dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Diego Carlos Brasil x Alemanha pela primeira rodada dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Diego Carlos
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil x Alemanha pela primeira rodada dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Diego Carlos Diego Carlos conquistou o seu primeiro título com a Seleção Brasileira
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

De Dois Córregos, no interior de São Paulo, até o bicampeonato da Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Diego Carlos percorreu um longo caminho. O zagueiro de 28 anos transferiu-se para a Europa há sete, com passagens por Portugal, França e Espanha. Jamais esqueceu, porém, suas origens e quem o ajudou a chegar tão longe.

“Eu saí do Brasil em busca do meu sonho. Foi uma das maiores decisões da minha vida e eu a tomei sozinho. Agradeço muito às pessoas ao meu redor que me apoiaram: minha família e meus agentes, que sempre estiveram do meu lado e nunca barraram nenhuma das minhas escolhas. Hoje o resultado está aí. Sou uma pessoa humilde, de Dois Córregos, uma cidade pequena, e eu agradeço à minha cidade pelo carinho e pela energia positiva”, disse, logo após a conquista do ouro.

Revelado na base do Desportivo Brasil, o jogador foi emprestado ao São Paulo. De lá, passou por Estoril, Porto, Nantes e Sevilla. Pela equipe espanhola, no ano passado, foi campeão da Liga Europa, marcando de bicicleta o gol do título.

Neste sábado, Diego não balançou as redes, mas foi decisivo como se tivesse. Aos 15 do primeiro tempo, o zagueiro impediu, em cima da linha, o gol que colocaria os espanhóis em vantagem no placar. Um dos mais experientes do elenco, ele enalteceu os companheiros mais jovens e comemorou a chance de integrar a Seleção bicampeã.

“Estou muito feliz com esse título. Ser campeão olímpico é para poucos e é algo que levarei para toda a minha vida. Agradeço à comissão e a esses jovens maravilhosos que me deram essa oportunidade. Somos um grupo espetacular, que não ligou para extracampo. Focamos, sabíamos que tínhamos uma família aqui dentro e o resultado veio”, vibrou.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil