Alisson ganha Luva de Ouro da Copa América

Alisson ganha Luva de Ouro da Copa América

Durante toda a campanha da Copa América, arqueiro só foi batido na final, em cobrança de pênalti de Paolo Guerrero

Brasil x Paraguai pelas quartas de final da Copa América. Alisson

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Não é de hoje que o sistema defensivo da Seleção Brasileira tem se destacado. Um dos pontos fortes da defesa brasileira, o goleiro Alisson teve o ótimo desempenho na Copa América reconhecido ao fim da final contra o Peru. Após a vitória por 3 a 1, ele recebeu a Luva de Ouro da Conmebol, por ter sido eleito o melhor goleiro da competição.

Não era para menos. Até a final, Alisson era um dos únicos dois goleiros a não sofrer gol na Copa América, ao lado do colombiano David Ospina. Na meta brasileira, ele ostentava mais de 500 minutos sem ser batido, quando Guerrero cobrou o pênalti que empatou o jogo no Maracanã.

- Primeiro sentimento que vem é de gratidão a Deus, por ter me dado muita sabedoria para lidar com críticas e elogios Sempre tive a confiança de quem trabalhou ao meu lado, do Tite, do Taffarel, do Dunga (que o convocou pela primeira vez). Pessoas que tiveram a confiança de me colocar para jogar - lembrou o goleiro.

Durante a campanha brasileira, Alisson provou o seu valor. Além de passar segurança para toda a defesa, foi decisivo em dois jogos. Nas quartas de final, contra o Paraguai, garantiu a classificação brasileira nos pênaltis. Com a bola rolando, ainda fez uma defesa que manteve o placar zerado.

Na fase seguinte, contra a Argentina, o goleiro voltou a ficar frente a frente com Lionel Messi. Depois de eliminar o argentino em duas temporadas seguidas na UEFA Champions League, Alisson mostrou porque é um dos melhores goleiros do mundo. Quando o camisa 10 da Argentina teve uma falta frontal para cobrar, ele voou e fez uma defesa que até pareceu simples de tão segura.

O título da Copa América vem em um momento especial para Alisson. Há três anos, disputou a Copa América Centenário e acabou eliminado na primeira fase com a Seleção Brasileira. Depois disso, conseguiu dar a volta por cima e o título no Brasil.

- Aquele resultado marcou todos nós. A história de cada jogador aqui dentro é de superação incrível, a minha não é diferente. Trabalhei, sempre quieto, sofri muitas criticas. Faz parte do futebol, sou goleiro da Seleção e a cobrança é sempre por excelência. A gente lutou muito e mereceu esse titulo, fez por merecer durante a competição - disse.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira