Com confiança, Jesus pediu para bater pênalti contra o Paraguai

Com confiança, Jesus pediu para bater pênalti contra o Paraguai

Atacante havia perdido cobrança na goleada sobre o Peru, mas não titubeou na hora que a Seleção mais precisou dele

Brasil x Paraguai pelas quartas de final da Copa América. Gabriel Jesus

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Ao apito final de Brasil e Paraguai, os jogadores da Seleção Brasileira se reuniram no centro do gramado da Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Entre goles de água e pausas para respirar, os atletas e a comissão técnica definiam quem seriam os responsáveis pelos pênaltis do Brasil, e uma voz surgiu entre tantos: a de Gabriel Jesus.

Com confiança, o atacante ficou com a última cobrança do Brasil na disputa e foi o responsável por fazer o gol que levou a Seleção para as semifinais.

– Logo quando o Clebinho (Xavier) veio e perguntou quem ia bater, eu disse: eu vou! Porque estava confiante. Bati da minha maneira e consegui fazer o gol – lembrou o atacante.

O pênalti poderia ser um trauma recente para Jesus. O atacante sofreu e perdeu uma penalidade na goleada sobre o Peru, no último sábado. Ansioso para fazer o seu primeiro gol na Copa América, Gabriel não cobrou da forma que queria e acabou desperdiçando a chance. Mas nada disso mudou sua personalidade na hora que a Seleção mais precisou dele.

– No jogo anterior, saí chateado porque não bati da minha forma. Acho que foi um pouco de ansiedade. Eu vivo para jogar futebol, marcar gols e no momento a ansiedade me atrapalhou. Hoje, bati da minha maneira, olhando para ele, calmo, frio. Vi o Gatito se movimentando para a esquerda e só chapei do outro lado – descreveu.

Com a cobrança de Jesus, a Seleção fechou a disputa por pênaltis em 4 a 3, após empate por 0 a 0 nos pênaltis com o Paraguai. Agora o Brasil espera o vencedor de Argentina e Venezuela, nesta sexta-feira, para descobrir seu adversário. A semifinal está marcada para a próxima terça, no Mineirão.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira