Titular no Rennes, Raphinha mira vaga na Liga dos Campeões

Titular no Rennes, Raphinha mira vaga na Liga dos Campeões

Jovem atacante brasileiro foi contratado no início da temporada e já assumiu a vaga entre os titulares; equipe está na terceira colocação do Campeonato Francês

Brasileiro Raphinha chegou ao Rennes, da França, durante a temporada e já marcou três gols em 15 partidas disputadas Brasileiro Raphinha chegou ao Rennes, da França, durante a temporada e já marcou três gols em 15 partidas disputadas
Créditos: Reprodução/Instagram @raphinha

Ele surgiu como uma das grandes promessas do Avaí na temporada de 2016. Foi destaque da equipe na Copa São Paulo de Futebol Junior e foi incorporado ao elenco profissional. No entanto, se transferiu para o futebol português antes de fazer sua estreia. Mais precisamente, foi reforçar o Vitória de Guimarães. Quatro anos depois, Raphinha hoje é presença certa entre os titulares do Rennes, da França.

O jogador chegou ao país após ganhar destaque no Sporting, de Portugal, e ser envolvido em uma negociação que movimentou cerca de 20 milhões de euros (R$ 91 milhões, na cotação da época). Em entrevista exclusiva ao site da CBF, o atleta de apenas 23 anos descartou pressão pelas altas cifras e falou sobre seus primeiros meses na França.

+ Saiba tudo sobre os brasileiros pelo mundo

Contratado com o Campeonato Francês já em andamento, Raphinha fez sua estreia na quinta rodada, no empate por 0 a 0 com o Brest, e desde então é figurinha carimbada entre os 11 titulares. No domingo (19), o brazuca foi um dos grandes destaques da classificação da sua equipe às oitavas de final da Copa da França ao marcar o gol da vitória por 2 a 0 sobre o Marsille Consolat, fora de casa. O bom começo surpreendeu até mesmo o atleta.

– A minha adaptação está sendo a melhor possível. Confesso que eu pensei que seria mais difícil, mas desde os meus primeiros dias fui extremamente bem tratado por todos os jogadores, comissão técnica, funcionários do clube e torcedores, e isso facilitou demais – afirmou.

+ Veja a tabela completa do Campeonato Francês

Com três gols marcados em 15 partidas disputadas na liga, Raphinha é peça importante na campanha do Rennes, que ocupa a terceira colocação. Cinco pontos atrás do Olympique de Marselha, que está em segundo, a equipe tem como grande objetivo a classificação para a Liga dos Campeões da próxima temporada. No Campeonato Francês, dois times vão direto para a fase de grupos da competição, enquanto um entra na fase classificatória.

– Estamos fazendo uma ótima campanha e temos condições de brigar pela vaga na Champions League até o final. Acredito que todo grande jogador sonha em disputar a Liga dos Campeões porque é a principal competição de clubes do mundo, e comigo não é diferente. Tenho esse objetivo, sim, mas estou focado apenas em um jogo de cada vez. O Campeonato Francês é um torneio bem complicado e equilibrado, mas se continuarmos assim, poderemos estar na Liga dos Campeões na próxima temporada – disse Raphinha, mas sem descartar ainda a briga pelo título:

– É claro que a gente sempre pensa no título, que é o objetivo máximo dentro de cada competição, mas sabemos que não é fácil. Enquanto houver chances, pensaremos no título, sim – comentou o atacante do Rennes, que está 13 pontos atrás do líder Paris Saint-Germain.

+ Confira a tabela da Copa da França

Jogador falou sobre o carinho da torcida e a adaptação ao novo clube Jogador falou sobre o carinho da torcida e a adaptação ao novo clube
Créditos: Reprodução/Instagram @raphinha

Confira abaixo a entrevista completa com o atacante Raphinha:

Existe pressão pelos altos valores de sua transferência do Sporting para o Rennes?

Eu sei da minha importância e tenho a consciência de que o clube fez um grande esforço para me contratar. Isso me deixa feliz e muito motivado para me dedicar ao máximo e retribuir essa confiança, mas não vejo isso como pressão. É algo natural no futebol.

Contato com demais brasileiros na França

Mantenho contato com o Gabriel, que joga no Lille. A gente jogou junto no Avaí e ele me deu bastante conselhos legais sobre adaptação. Também deu algumas dicas sobre o campeonato, cultura do país, idioma, que é bem complicado, e mais algumas coisas. Mas de pouquinho em pouquinho, vou aprendendo coisas novas da França e do dia a dia.

Relação com a torcida e com a cidade

O contato tem sido o melhor possível. Como falei, desde os meus primeiros dias aqui o pessoal me tratou superbem. A relação com a galera na rua é de muito carinho e respeito. Sempre que posso e tenho tempo para passear, eles pedem para tirar uma foto, conversar. A cidade é bem acolhedora e está sendo uma experiência muito bacana.

Busca pelo bicampeonato da Copa da França

Não acredito em pressão, mas em uma motivação a mais. Assim como o Campeonato Francês, a Copa da França é bem difícil e imprevisível, como qualquer competição mata-mata, e nós somos os atuais campeões, o que demonstra que nosso time tem qualidade. E faremos de tudo para brigar pelo bicampeonato.

Ainda jovem, com apenas 23 anos, como projeta o futuro da carreira?

Eu tenho muitos objetivos na carreira e irei em busca de cada um deles. Surgiu a oportunidade de sair do Brasil e vim para a Europa bem jovem. Acredito que isso tenha sido muito positivo porque pude amadurecer demais nesses anos, tanto dentro como fora de campo. Como qualquer jogador, sonho em defender a Seleção Brasileira, mas tenho os pés no chão e sei que preciso dar um passo de cada vez. Hoje, meu foco está totalmente voltado ao Rennes e quero ajudar o clube a conquistar os objetivos na temporada. E um deles é garantir a vaga na próxima Champions League.