Primeiro Gre-Nal pela Libertadores termina com empate sem gols

Primeiro Gre-Nal pela Libertadores termina com empate sem gols

Times criam boas chances, mas ficam no 0 a 0 na Arena do Grêmio

Gre-Nal 424 foi o primeiro clássico entre as equipes pela Libertadores da América Gre-Nal 424 foi o primeiro clássico entre as equipes pela Libertadores da América
Créditos: Jeferson Guareze/AGIF

O Gre-Nal 424, inédito na Libertadores da América, terminou com empate em 0 a 0 na noite desta quinta-feira (12), na Arena do Grêmio. Os rivais gaúchos fizeram um clássico com boas chances para os dois lados, agitando os mais de 53 mil torcedores presentes no estádio. Mas, nos minutos finais, protagonizaram confusões que mancharam o duelo histórico pela competição continental.

O primeiro tempo entre os rivais regionais foi de muita marcação. O Grêmio começou mais em cima, quase abrindo o placar aos quatro minutos. Após escanteio cobrado por Alisson, Geromel cabeceou no canto, mas Marcelo Lomba se esticou para fazer a defesa. O Internacional respondeu aos 12, em chute de fora da área de Edenílson, que pegou rebote após cobrança de escanteio, mas viu Vanderlei voar para evitar o gol colorado. Depois, a partida ficou mais truncada, sem chances claras para os dois lados. Na melhor dela, para o Inter, Boschilia foi acionado por Paolo Guerrero, mas mandou por cima de Vanderlei.

O jogo não mudou o ritmo na volta do intervalo, com os dois times buscando o gol. O Grêmio chegou perto aos 18, quando Jean Pyerre arriscou de longe, e Lomba defendeu. O Inter devolveu aos 23, quando Edenílson também finalizou bem, mas acertou o travessão. O Tricolor ainda teve chance com Pepê e Luciano, enquanto o Colorado deixou passar o gol no chute de Boschilia, que carimbou o poste.

Grêmio recebeu o primeiro Gre-Nal da Libertadores na Arena Apesar das boas chances para os dois lados, primeiro Gre-Nal da Libertadores terminou em 0 a 0
Créditos: Lucas Uebel/Grêmio

Após a partida, o lateral Victor Ferraz analisou o confronto e exaltou o desempenho do Grêmio em campo.

– A gente tentou jogar para ganhar, criamos as melhores chances. Inclusive, acho que o melhor em campo foi o Lomba, que fez boas defesas e acabou salvando a equipe do Inter. Em alguns momentos eles foram melhores, tendo a posse de bola na parte detrás, mas a gente queria muito ganhar. Não aconteceu, fizemos um ponto. E temos a vantagem de jogar fora e agora vamos para a próxima – analisou o jogador em entrevista à TV Globo na saída do gramado.

Os minutos finais

A partir dos 40 minutos da etapa final, uma confusão generalizada começou em campo, que acabou com a expulsão de oito atletas, quatro de cada lado. Destaque no Colorado, o goleiro Marcelo Lomba falou sobre o episódio na coletiva de imprensa pós-jogo.

– Não estamos satisfeitos com o que aconteceu, porque o foco é vir aqui e jogar futebol. Teve um espetáculo, o público foi premiado com um bom jogo, mas naquelas frações de segundos aconteceu muito coisa que realmente fez a imagem do espetáculo perder. A gente pede desculpas ao torcedor – disse o defensor.

Capitão gremista, Pedro Geromel endossou o discursso do rival sobre a confusão.

– Todos temos uma parcela de culpa. Como jogadores de futebol, nós temos a oportunidade de dar o exemplo e não demos. Me sinto envergonhado como capitão do Grêmio. Mas, de coração, viemos para jogar futebol, para competir, ganhar, e queríamos demonstrar um grande  espetáculo para o público – disse em coletiva de imprensa.

Confusão entre jogadores marcou o final do clássico Gre-Nal pela Libertadores Confusão entre jogadores marcou o final do clássico Gre-Nal pela Libertadores
Créditos: Jeferson Guareze/AGIF

Com o empate sem gols, Internacional e Grêmio chegam a quatro pontos no Grupo E, ocupando o primeiro e segundo lugares, respectivamente.

Confira a tabela completa da Libertadores 2020!