Nos pênaltis, Iranduba fatura terceiro lugar da Libertadores Feminina

Nos pênaltis, Iranduba fatura terceiro lugar da Libertadores Feminina

Após 1 a 1 no tempo normal, goleira Rubi defende três cobranças, e Hulk fica com o terceiro lugar diante do Colo Colo, do Chile

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Créditos: Rui Costa/EC Iranduba

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Créditos: Rui Costa/EC Iranduba

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Créditos: Rui Costa/EC Iranduba

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Créditos: Rui Costa/EC Iranduba

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Créditos: Rui Costa/EC Iranduba

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Créditos: Rui Costa/EC Iranduba

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Iranduba disputa a Libertadores Feminina 2018, em Manaus

Créditos: Rui Costa/EC Iranduba

O Iranduba-MA faturou o terceiro lugar da Libertadores Feminina neste domingo (2)! Convidado pela Conmebol para sediar e disputar a competição neste ano, o Hulk empatou em 1 a 1 no tempo normal com o Colo Colo, do Chile, na Arena da Amazônia, e viu a goleira Rubi brilhar na disputa dos pênaltis. A camisa 12 defendeu três cobranças e garantiu o bronze para o time manaura.

Em Manaus, os times fizeram um primeiro tempo bem morno, mas o Iranduba criou mais chances. A equipe da casa chegou mais perto de abrir o marcador, levando perigo principalmente em jogadas de bola parada. No entanto, aos 44 minutos, o gol saiu após Djeni receber, dominar e finalizar para deslocar a goleira chilena e fazer 1 a 0.

No segundo tempo, o Colo Colo voltou mais ofensivo e buscando o gol. Após boas chegadas, o time chileno conseguiu deixar tudo igual aos 16 minutos. Em cobrança de falta, a bola sobrou para Rangel Quinteiro, que igualou o marcador: 1 a 1. O Hulk passou a buscar mais as jogadas de ataque, com boas chegadas de Djeni e Cris, mas sem conseguir mudar o placar, que levou a decisão para os pênaltis.

Para as cobranças, o técnico Igor Cearense substituiu a goleira Maike por Rubi, que tem as defesas de pênaltis como marca principal. E a camisa 12 fez valer a confiança do time, defendendo três chutes. Rangel Quinteiro, Jimenez e Torres pararam no paredão brasileiro, enquanto Quezada mandou na trave. Do lado do Iranduba, Camilinha e Ludmilla converteram, enquanto Cris acertou a trave. Com a vitória por 2 a 0, o Hulk faturou o terceiro lugar da competição.