Grêmio e Internacional fazem duelo histórico pela Libertadores

Grêmio e Internacional fazem duelo histórico pela Libertadores

Pela primeira vez na história, tricolores e colorados ficarão frente a frente em uma partida de Libertadores. A bola rola a partir das 21h desta quinta-feira

Pela primeira vez na história Inter e Grêmio dividem mesmo grupo da Libertadores Pela primeira vez na história Inter e Grêmio dividem mesmo grupo da Libertadores
Créditos: Renato Padilha/AGIF

Um clássico contado jogo a jogo. Foram 423 até aqui. Cada um com sua própria trama, seu próprio final, às vezes tricolor, às vezes colorado. No meio de tantas histórias, um capítulo ainda em branco: o da Libertadores da América. Não mais. Pela primeira vez, Grêmio e Internacional vão se enfrentar pela competição sul-americana. As páginas desse duelo inédito começam a ser escritas nesta quinta-feira (12), na Arena, a partir das 21h, pela segunda rodada do Grupo E. Quem serão os heróis e os vilões do Gre-Nal 424? 

+Mauro Galvão resgata passado do Rio Grande do Sul e fala sobre a rivalidade Gre-Nal

Na estreia, as duas equipes saíram de campo com a vitória e os primeiros três pontos na bagagem. O que significa que o duelo desta noite vai valer também a liderança do grupo. Promessa de um clássico agitado que vai mexer com as emoções de jogadores e torcedores.

De um lado, o Imortal tem três taças da Libertadores e não perde para o arquirrival desde 2018. Do outro, o Colorado conquistou a competição duas vezes e levou a melhor nos encontros internacionais da história do Gre-Nal, eliminando o Tricolor nas Sul-Americanas de 2004 e 2008.

Pela primeira vez na história Inter e Grêmio dividem mesmo grupo da Libertadores Pela primeira vez na história Inter e Grêmio dividem mesmo grupo da Libertadores
Créditos: Ricardo Duarte/Internacional

A caminhada do Grêmio na Libertadores 2020 começou logo com um triunfo fora de casa por 2 a 0 diante do América de Cali, da Colômbia. De olho nos 100% de aproveitamento, o Tricolor conta com o apoio da torcida para manter a invencibilidade no clássico, mas sabe que não terá vida fácil. 

– As duas equipes chegam muito bem. Não acredito que tenha favorito. Assim que cheguei aqui, já no aeroporto, os torcedores falavam que tinha que ganhar o Gre-Nal, que não se joga, se vence. Isso foi ficando na minha cabeça. Agora, com o clássico histórico na Libertadores, todos temos isso na cabeça, o Gre-Nal é um jogo à parte. Mas não podemos deixar a emoção tomar conta, querer ganhar uma disputa forte, ou estar em um momento de irritação e perder o controle. Temos que deixar o nosso futebol falar mais alto. Natural em casa é ter mais a posse de bola, propor mais o jogo, como a gente gosta – analisou Lucas Silva. 

+Veja a classificação dos grupos da Libertadores!

Disputando a competição desde as fases preliminares, o Inter já entrou em campo cinco vezes, venceu três partidas e empatou duas. Foram seis gols marcados e nenhum sofrido. Todas as vitórias foram conquistadas no Beira-Rio. E é justamente por isso que o técnico Coudet quer o Colorado atuando do mesmo jeito também em território rival. 

– O professor pede para gente jogar em casa e fora da mesma maneira, se não ele vai trocar os jogadores. E é isso que a gente vai tentar fazer. Treinamos para isso. Eu acredito nessa mentalidade de ir lá de peito aberto e jogar. Respeitamos o Grêmio, que tem grandes jogadores. Tem o Everton, um dos, senão o melhor, atacante do Brasil. Precisamos ter cuidado com todos, mas temos que fazer nosso trabalho independente do time que vai jogar. Atacar e defender com todos para conquistar o resultado – comentou o volante Edenilson.