Do ataque à lateral: Marquinhos Cipriano se reinventa no Shakhtar Donetsk

Do ataque à lateral: Marquinhos Cipriano se reinventa no Shakhtar Donetsk

Desde 2018 na Ucrânia, ex-promessa do São Paulo diz estar se adaptando cada vez mais a uma posição que já experimentou quando mais novo no Brasil

Revelado pelo São Paulo, Marquinhos Cipriano está desde 2018 defendendo as cores do Shakhtar Donetsk Revelado pelo São Paulo, Marquinhos Cipriano está desde 2018 defendendo as cores do Shakhtar Donetsk
Créditos: Divulgação/Shakhtar Donetsk

Desde que começou a se destacar na base do São Paulo Marquinhos Cipriano era considerado uma das grandes promessas do ataque. Entretanto, a partir do momento que seguiu para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, no meio de 2018, o jovem de 21 anos precisou se reinventar para encarar os novos desafios. Atendendo ao pedido de um antigo treinador do clube, foi deslocado para a lateral-esquerda. Cipriano agarrou a chance.  

Em bate-papo exclusivo ao site da CBF, Marquinhos contou que a mudança o fez muito bem. Ele revelou ainda que atuar na lateral esquerda não é novidade.

– Quando eu tinha  de 13 para 14 anos eu era lateral-esquerdo. Só mais tarde fui para o ataque. Então está sendo muito bom, porque venho tendo mais oportunidades. Estou trabalhando ainda mais no dia a dia para continuar aproveitando as chances. Me sinto evoluindo em todos os aspectos: marcação, cruzamento, força e velocidade – disse, antes de falar como voltou à posição:

– Eu comecei a treinar na lateral-esquerda por conta do antigo treinador. Me colocou uma vez pra jogar e eles gostaram do que viram. Sou muito rápido, tenho um bom cruzamento, então isso agradou e eu comprei a ideia.

Cipriano quer aproveitar novo desafio para ganhar mais chances no time jogando na lateral esquerda Cipriano quer aproveitar novo desafio para ganhar mais chances no time jogando na lateral esquerda
Créditos: Divulgação/Shakhtar Donetsk

No momento, o principal foco de Marquinhos Cipriano é a Liga Europa. Depois de eliminar o Benfica (Portugal), o brasileiro mira agora o duelo contra o Wolfsburg (Alemanha), apostando na classificação ucraniana às quartas de final do torneio continental. No duelo da ida o time ucraniano venceu por 2 a 1 fora de casa.

– A expectativa para jogar as oitavas de final é grande. Nosso time está muito bem preparado, cada vez mais entrosado. Estamos comprando a ideia do treinador (o português Luís Castro). Depois que passamos pelo Benfica ganhamos um moral incrível. Tenho certeza que iremos fazer um grande jogo – disse.

Brazucas na Ucrânia

As pessoas aqui gostam muito de brasileiros. A gente conquistou o país pelo futebol, pela nossa maneira de jogar. Eles aqui gostam muito de brasileiros, querem aprender a língua, como se fala isso ou aquilo. Os brasileiros do Shakhtar são muito unidos também. Quando alguém novo chega os outros sempre indicam onde morar, um lugar bom pra ficar com a família e tudo mais. Eles vão dando dicas pra você conseguir de maneira mais fácil aquilo que você quer.

Sonhos

Meu primeiro objetivo é ajudar o Shakhtar a ter grandes conquistas. Quem sabe até uma Champions... é nisso que estou focado e venho me preparando. Claro que tenho sonho também de disputar uma Premier League, uma La liga... são campeonatos que sempre estiveram nos meus pensamentos. Mas procuro planejar minha vida sempre passo a passo. Tenho consciência de que qualquer passo adiante depende de boas atuações aqui no Shakhtar. Preciso trabalhar forte para que novas portas possam se abrir.