Corinthians sobe a montanha na luta pelo bi da Libertadores Feminina

Corinthians sobe a montanha na luta pelo bi da Libertadores Feminina

Timão vai em busca do bicampeonato nos 2.850 metros de Quito (EQU), cidade-sede da edição 2019 do torneio continental

Corinthians x Flamengo/Marinha - Semifinal do Brasileiro Feminino A-1 2019 Corinthians x Flamengo/Marinha - Semifinal do Brasileiro Feminino A-1 2019
Créditos: Agência Corinthians

É no alto da montanha que o Corinthians vai atrás do bicampeonato da Libertadores Feminina. A 11ª edição do torneio continental será realizada em Quito, no Equador, que fica a 2.850 metros acima do nível do mar, sendo a segunda capital mais elevada do mundo. O campeão de 2017 estreia neste sábado (12), contra o Ñañas-EQU, às 19h (de Brasília), no Estádio Olímpico Atahualpa.

Para tentar amenizar os efeitos da altitude sobre as atletas, a delegação alvinegra adotou a estratégia de chegar com antecedência no local da disputa, partindo para Quito no início desta semana. Técnico da equipe, Arthur Elias comentou sobre como estão os preparativos para a estreia brasileira.

– Conseguimos realizar um treinamento com bola. Estamos com uma delegação que oferece um grande apoio para as atletas e todas estão bem, com poucos problemas em relação a altitude. Algumas sentiram um pouco mais de cansaço e a Tainá buscou uma adaptação com a velocidade da bola. Tudo dentro do esperado – disse, ao site oficial do clube.

Atual vice-campeão brasileiro, o Corinthians está no Grupo C do torneio, ao lado de América de Cali-COL, Libertard-PAR e dos donos da casa Ñañas-EQU. A campeã brasileira Ferroviária é a outra equipe que representa o Brasil na competição, e está no Grupo B, ao lado de Mundo Futuro-BOL, Deportivo Cuenca-EQU e Caracas-VEN.

Confira a tabela completa da Libertadores Feminina!