Corinthians se empenha, mas empata com o Del Valle e está fora da Sula

Corinthians se empenha, mas empata com o Del Valle e está fora da Sula

Em Quito, Timão joga bem e empata em 2 a 2 com o Independiente, que fica com vaga na final da Sul-Americana com o placar agregado

Corinthians empata em 2 a 2 com o Independiente Del Valle e não se classifica à final da Sul-Americana 2019

Créditos: Reprodução/Twitter @sulamericana

Não faltou raça ao Corinthians para buscar a classificação à final da Sul-Americana 2019 nesta quarta-feira (25). Após perder o jogo da ida da semifinal por 2 a 0, o Timão apresentou outra postura diante do Independiente Del Valle nesta noite, em Quito, no Equador, e empatou em 2 a 2 – resultado que classificou os equatorianos para a decisão.

Fora de casa, o Corinthians viu o Del Valle iniciar a partida tocando a bola e valorizando a posse. A partir dos 20 minutos, o time brasileiro passou a encaixar a marcação e teve a primeira boa chance aos 25, com Danilo Avelar finalizando de cabeça e sendo parado na defesa de Pinos. Mas, logo na sequência, Boselli colocou o Timão na frente. Após contra-ataque puxado por Pedrinho, Vagner Love cruzou rasteiro para o atacante argentino fazer 1 a 0. Com a vantagem, a equipe comandada por Fábio Carille dominou completamente o time da casa e quase ampliou em duas chances com Love. Na primeira, aos 43, quando o atacante acertou a trave. E, no lance seguinte, quando quase completou o cruzamento de Pedrinho.

A pressão brasileira foi a mesma no segundo tempo, mas o Independiente voltou melhor para o jogo, dando menos espaços. Até que, aos 22, Jhon Sánchez empatou. No entanto, o Timão não se intimidou e voltou a ficar na frente aos 41, quando Clayson cobrou pênalti. Apesar do relógio apertado, o Corinthians seguiu acreditando e tentando o gol que faltava para a classificação. Mas, aos 44, Cabeza empatou mais uma vez e decretou a eliminação da equipe alvinegra.

Após a partida, Carille concedeu entrevista coletiva e citou a derrota corintiana no primeiro jogo, que acabou sendo decisiva para a partida no Equador nesta noite.

– Jogos de mata-mata, diferente de pontos corridos, não te dá direito de errar. Fizemos uma partida muito mal taticamente e tecnicamente, parabenizar o adversário que propôs um jogo e conseguiu jogar muito bem na nossa casa. Nós não conseguimos. E não dá tempo muitas vezes em mata-mata, não pode errar, e a gente errou muito no primeiro jogo. Aprendizado, levantar a cabeça, trabalhar e já nos preparar para domingo – disse o treinador, já voltando o foco para a disputa do Campeonato Brasileiro.