Campeões da década: a Libertadores histórica e inédita do Corinthians

Campeões da década: a Libertadores histórica e inédita do Corinthians

Relembre a campanha invicta do Timão em 2012, que conquistou seu primeiro título da competição continental

Com dois gols de Emerson Sheik na grande final contra o Boca Juniors, Corinthians faturou título inédito da Libertadores 2012 Com gols decisivos, Emerson Sheik foi fundamental no título da Libertadores 2012 para o Corinthians
Créditos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Os principais campeonatos de futebol brasileiros e mundiais estão paralisados por conta da pandemia do Covid-19. Mas, sabemos que a paixão do torcedor não tem pausa. Por isso, para matar as saudades, vamos destacar mais um título internacional de um clube brasileiro na última década. Hoje é a vez do inesquecível título inédito do Corinthians na Libertadores da América, em 2012.

A campanha invicta do time comandado pelo técnico Tite à época credenciou a equipe paulista para a disputa do Mundial de Clubes e da Recopa 2013. Além de exibir o troféu inédito da competição continental aos corintianos apaixonados, o Timão ainda fechou a temporada com o seu segundo título mundial, batendo o Chelsea na grande final em Yokohama, no Japão. E, no ano seguinte, ainda faturou a Recopa com duas vitórias diante do São Paulo.

Enquanto relembra o histórico feito do Corinthians, não se esqueça de conferir todos os passos para continuar na luta contra o coronavírus. Veja aqui o site especial!

Primeira fase: após susto no início, Timão embala e fica na liderança da chave

A estreia fora de casa assustou a torcida, que viu o time ter dificuldades diante do Deportivo Táchira-VEN e arrancar um empate em 1 a 1 aos 48 minutos do segundo tempo, com gol de Ralf. A recuperação veio na segunda rodada, na vitória por 2 a 0 contra o Nacional-PAR, no Pacaembu, com Danilo e Jorge Henrique balançando as redes. Depois, na Cidade do México, a altitude foi a grande adversária do Timão diante do Cruz Azul. Apesar de boas chances, o jogo acabou empatado sem gols.

Diante do Táchira, da Venezuela, Corinthians não teve boa atuação na estreia da Libertadores 2012 Diante do Táchira, da Venezuela, Corinthians não teve boa atuação na estreia da Libertadores 2012
Créditos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O returno da fase de grupos foi completamente diferente. O Timão apresentou ótimos resultados e terminou com a segunda melhor campanha desta etapa, atrás apenas do Fluminense. Na quarta rodada, alcançou a liderança do Grupo 6 ao bater o Cruz Azul por 1 a 0, no Pacaembu, com gol decisivo de Danilo. Daí para frente, só triunfos: 3 a 1 contra o Nacional, com gols de Jorge Henrique, Emerson e Elton, e goleada por 6 a 0 diante do Táchira, com gols de seis jogadores diferentes: Danilo, Paulinho, Jorge Henrique, Emerson, Liedson e Douglas.

Danilo marcou o gol da vitória diante dos mexicanos, que garantiu o Corinthians na liderança da chave Danilo marcou o gol da vitória diante dos mexicanos, que garantiu o Corinthians na liderança da chave
Créditos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Pelas oitavas, Emelec é atropelado no Pacaembu

O Corinthians chegou forte para a fase mata-mata. Mas, no primeiro confronto com o Emelec-EQU, o placar não saiu do 0 a 0 em Guayaquil. Depois, Tite imprimiu uma nova forma do time jogar e a mudança do esquema tático surgiu efeito no jogo do Pacaembu. Mesmo com a vantagem do empate, o Timão fez valer o mando de campo e avançou com triunfo por 3 a 0, com gols de Fábio Santos, Paulinho e Alex. Não podemos esquecer de destacar que Cássio ganhou a vaga de titular no gol e foi fundamental para a equipe nesta fase.

Cássio ganhou vaga de titular e fechou o gol do Timão diante do Emelec nas oitavas Cássio ganhou vaga de titular e fechou o gol do Timão diante do Emelec nas oitavas
Créditos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Quartas: no confronto entre brasileiros, Paulinho brilha na classificação corintiana

Vasco e Corinthians iniciaram a disputa das quartas de final fazendo um confronto duro, que terminou em 0 a 0 em São Januário. No duelo decisivo, no Pacaembu, os mais de 35 mil pagantes presenciaram um jogo tenso, mas viram Alex cobrar escanteio certeiro para Paulinho marcar de cabeça aos 42 minutos do segundo tempo e decretar a classificação corintiana à semifinal.

Contra o Vasco, Paulinho marcou o gol que definiu a classificação corintiana à semifinal da Libertadores 2012 Contra o Vasco, Paulinho marcou o gol que definiu a classificação corintiana à semifinal da Libertadores 2012
Créditos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Na semi, outro duelo nacional: Timão elimina o Santos

Além de enfrentar um time brasileiro na semifinal, o Corinthians ainda teve a pressão de um clássico paulista na busca por uma vaga na decisão. Na Vila Belmiro, o Timão surpreendeu o Santos em casa e controlou o jogo, vencendo por 1 a 0, com belo gol de Emerson, que encaixou a bola no ângulo do goleiro Rafael. Na volta, o Pacaembu foi palco para Neymar colocar o Peixe na frente, mas Danilo também fez sua parte, empatando para a equipe de Tite na etapa final: 1 a 1.

Emerson Sheik marcou um golaço no primeiro confronto entre Santos e Corinthians pela semifinal da Libertadores Emerson Sheik marcou um golaço no primeiro confronto entre Santos e Corinthians pela semifinal da Libertadores
Créditos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Contra o Boca Juniors, Fiel solta o grito de “É campeão!”

Para o título ter um sabor ainda mais especial, o Corinthians passou por um tradicional clube da América do Sul: o Boca Juniors. O primeiro duelo foi na casa dos argentinos, na Bombonera. Romarinho saiu do banco aos 40 minutos do segundo tempo e, em seu primeiro toque na bola, garantiu o empate em 1 a 1 para a equipe brasileira.

No primeiro jogo contra o Boca Juniors, Romarinho saiu do banco para empatar partida para o Corinthians No primeiro jogo contra o Boca Juniors, Romarinho saiu do banco para empatar partida para o Corinthians
Créditos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

A finalíssima também foi marcada por muita tensão. Mas a estrela que brilhou no Pacaembu foi a de Emerson Sheik. O atacante abriu o placar após Alex cobrar falta, Jorge Henrique cabecear para a área, e Danilo dar o passe de calcanhar. Depois, o jogador roubou a bola e ganhou do adversário na corrida para tocar na saída do goleiro Sosa e sacramentar o inédito título continental do Timão: 2 a 0!

Com dois gols de Emerson Sheik na grande final, Corinthians faturou título inédito da Libertadores 2012 Com dois gols de Emerson Sheik na grande final, Corinthians faturou título inédito da Libertadores 2012
Créditos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Confira abaixo a campanha completa do Corinthians na Libertadores da América 2012:

Fase de grupos:

Deportivo Táchira-VEN 1 x 1 Corinthians

Corinthians 2 x 0 Nacional-PAR

Cruz Azul-MEX 0 x 0 Corinthians

Corinthians1 x 0 Cruz Azul-MEX

Nacional-PAR 1 x 3 Corinthians

Corinthians 6 x 0 Deportivo Táchira-VEN

Oitavas de final:

Emelec-EQU 0 x 0 Corinthians

Corinthians 3 x 0 Emelec-EQU

Quartas de final:

Vasco 0 x 0 Corinthians

Corinthians 1 x 0 Vasco

Sefimifinal:

Santos 0 x 1 Corinthians

Corinthians 1 x 1 Santos

Final:

Boca Juniors-ARG 1 x 1 Corinthians

Corinthians 2 x 0 Boca Juniors-ARG

Dois jogos e o título: Corinthians fatura a Recopa 2013 diante do São Paulo

Atual campeão da Libertadores, o Timão disputou o título da Recopa Sul-Americana com o São Paulo, que conquistou a Sul-Americana em 2012. Na ida, a equipe de Tite venceu os tricolores por 2 a 1 no Morumbi, com gols de Paolo Guerrero e Renato Augusto. E, no Pacaembu, Romarinho e Danilo fizeram 2 a 0 para garantir a taça ao Corinthians.

Corinthians vence os dois jogos contra o São Paulo e fatura Recopa Sul-Americana de 2013 Corinthians vence os dois jogos contra o São Paulo e fatura Recopa Sul-Americana de 2013
Créditos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians