Brasileiros têm noite perfeita na Conmebol Libertadores

Brasileiros têm noite perfeita na Conmebol Libertadores

Atlético-MG, Flamengo, Palmeiras e Santos venceram na noite de terça-feira, abrindo muito bem a terceira rodada para os clubes brasileiros no torneio continental.

Brasileiros têm noite perfeita na Conmebol Libertadores Créditos: Conmebol/Divulgação

A terça-feira (4) foi perfeita para os clubes brasileiros na Conmebol Libertadores. Atlético-MG, Flamengo, Palmeiras e Santos, os times que entraram em campo nesta noite, venceram suas partidas na abertura da terceira rodada da competição.

Jogando dentro de casa, Atlético e Santos aplicaram goleadas categóricas contra seus adversários. Na Vila Belmiro, o Peixe não tomou conhecimento do The Strongest, da Bolívia, e venceu por 5 a 0. A partida ficou marcada pela grande atuação do atacante Marinho, que marcou um golaço no primeiro minuto de jogo. O placar foi completo pelos gols de Gabriel Pirani, Vinicius Balieiro, Lucas Braga e Kevin Malthus.

O Galo, por sua vez, recebeu o Cerro Porteño no Mineirão e venceu por 4 a 0. O nome da vitória atleticana foi Hulk, que balançou a rede em duas oportunidades, confirmando o grande momento vivido por ele na temporada. Na segunda etapa, Savarino e Eduardo Vargas transformaram a vitória em goleada.

Santos conseguiu sua primeira vitória na Libertadores.
Créditos: Conmebol/Divulgação

Jogando fora de casa, Flamengo e Palmeiras venceram novamente na Libertadores. Os dois times são, ao lado do Barcelona de Guayaquil, os únicos a ter 100% de aproveitamento com três partidas disputadas na competição até aqui. Em Buenos Aires, o Verdão superou o Defensa y Justicia por 2 a 1, com dois gols de Rony.

O atacante chegou ao seu nono gol com a camisa do Palmeiras na competição, subindo mais uma posição no ranking de artilheiros históricos do clube na Libertadores. Ele está agora a apenas três gols de Alex, que é o jogador que mais marcou com a camisa do Palmeiras no torneio.

Fechando a noite, o Flamengo viajou até a altitude de Quito e derrotou a LDU por 3 a 2. O Rubro-negro largou bem, com gols de Gabriel Barbosa e Bruno Henrique, mas viu o adversário reagir e empatar no segundo tempo. Quando a vitória parecia distante, De Arrascaeta sofreu pênalti, que Gabigol converteu com categoria.

Com os dois gols marcados em Quito, Gabigol assumiu a artilharia da Conmebol Libertadores, com cinco gols, e igualou Zico como maior artilheiro de todos os tempos do Flamengo na competição. Em sua terceira participação no torneio com o Fla, Gabigol já foi às redes 16 vezes.

Brasileiros não vencem na Sul-Americana


Se na Libertadores a noite foi ótima, o mesmo não pode se dizer do desempenho dos times brasileiros na Conmebol Sul-Americana. Dentro de casa, o Bahia empatou com o Independiente por 2 a 2. Os gols do Esquadrão foram marcados por Thaciano e Luiz Otávio e o Tricolor ainda desperdiçou um pênalti, com Gilberto. Fora de casa, o Athletico Paranaense foi derrotado pelo Melgar, do Peru.

Gabigol, o maior artilheiro da história do Flamengo na Libertadores.
Créditos: Conmebol/Divulgação