No Al Wehda, Marcos Guilherme destaca evolução do futebol árabe

No Al Wehda, Marcos Guilherme destaca evolução do futebol árabe

Meia-atacante ex-Atlhetico e São Paulo, Marcos Guilherme é um dos brasileiros nos holofotes do futebol da Arábia Saudita, que ganha projeção a cada ano

Marcos Guilherme soma seis gols com a camisa do Al Wehda

Créditos: Divulgação/Al Wehda

O meia-atacante Marcos Guilherme é mais um brazuca a trilhar caminho pelo mundo árabe. Desde junho de 2018 defendendo o Al Wehda, o jovem de 23 anos acumula boas atuações e vem se destacando no campeonato nacional. Camisa 11 da equipe de Jidá, Marcos Guilherme afirma que o nível técnico do futebol da Arábia Saudita sobe a cada ano, e que os brasileiros têm papel fundamental nesse processo.

— Existe uma boa diferença técnica em relação ao Brasil, sim, mas, neste ano, chegaram muitos estrangeiros e a qualidade aumentou bastante. As equipes se reforçaram muito e a competitividade aumentou —  disse, em entrevista exclusiva ao site da CBF.

Marcos Guilherme é um dos destaques do Campeonato Árabe Marcos Guilherme é um dos destaques do Campeonato Árabe
Créditos: Divulgação/Al Wehda

Marcos Guilherme soma seis gols pelo Al Wehda, que figura na quinta colocação do Campeonato Árabe. Revelado pelo Athletico Paranaense, o jogador passou ainda pelas categorias de base da Seleção Brasileira, antes de defender, em 2017, o Dinamo Zagreb, da Croácia, e o São Paulo.

ESCOLHA PELO FUTEBOL ÁRABE

Cada um tem o seu objetivo de vida e de carreira e não sei o que passa na cabeça de outro atleta, mas acredito que tem dois motivos. Pelo lado do jogador, existe a questão financeira, que é vantajosa. Pelo lado do país, eles possuem um projeto de dar mais visibilidade não só ao futebol, mas para a Arábia como um todo, e a chegada dos estrangeiros contribui para esse processo.

ADAPTAÇÃO AO PAÍS

A adaptação está sendo muito boa. Eu e minha família estamos aprendendo bastante e conhecendo uma cultura totalmente diferente da nossa. Claro que existem algumas situações um pouco mais complicadas de acostumar, mas estamos tendo uma vida muito boa aqui na Arábia.

CARREIRA

Sou jovem, tenho apenas 23 anos, e sou consciente de que ainda tenho muito tempo de carreira. Tenho vários objetivos e sonhos e um deles é retornar ao Brasil, sim. Por isso que eu sempre me cuido, mantenho o meu nível físico e tento evoluir a cada dia aqui. Caso surja a oportunidade, estarei preparado.

Confira todas as notícias dos brasileiros pelo mundo!