Liga dos Campeões Feminina: Andressa Alves analisa duelo do Barcelona

Liga dos Campeões Feminina: Andressa Alves analisa duelo do Barcelona

No clube desde 2016, Andressa Alves busca título do Campeonato Espanhol e primeira final da Liga dos Campeões Feminina

Andressa Alves busca final diferente pelo Barcelona na atual temporada

Créditos: Reprodução/Instagram

Há mais de dois anos defendendo as cores do Barcelona, a brasileira Andressa Alves vai em busca de um final de temporada diferente. A corrida pelo desfecho inédito no clube começa nesta quarta-feira (20) em confronto decisivo da Liga dos Campeões. Pelo jogo de ida das quartas de final do torneio, o time catalão recebe o LSK, da Noruega, a partir das 15h (de Brasília).

- É o melhor time da Noruega foi campeão da Copa e da Liga em dois anos seguidos. É uma equipe muito boa, com jogadoras da seleção norueguesa. Então, vai ser um confronto muito difícil, algumas pessoas pensam que como não é um confronto contra os já campeões Lyon e Wolfsburg que vai ser fácil. Mas a gente sabe que o futebol não é assim. A gente conhece pouco da outra equipe, mas buscamos informações e nos preparamos muito bem, porque Champions é Champions. 

A história do Barcelona no futebol feminino profissional começou na temporada 2015/16. A pressão pelo título da competição continental ainda não é muito grande. No entanto, para quem já alcançou as semifinais em outras edições, a única meta possível é a chegar à decisão. 

- Não temos muita pressão, o Barça virou profissional há três anos só. A Champions ainda é um prêmio para nós, quanto mais longe a gente chegar melhor, agora só falta a final. Mas a grande obrigação é o Campeonato Espanhol e a Copa da Rainha

Quando o assunto é o Campeonato Espanhol, Andressa Alves também tem boas chances de conseguir um feito inédito no clube. Desde que chegou ao Barcelona, a jogadora ainda não conquistou um título da competição nacional. Fato que pode mudar ao fim da atual temporada.

No último domingo (17), a equipe catalã venceu, fora de casa, o Atlético de Madrid, principal rival na briga pela taça, e diminuiu de seis para três pontos a diferença para o clube colchonero. Além de acirrar ainda mais a disputa pela ponta da tabela, o duelo entre os times marcou a história do futebol feminino com o recorde de 60.739 espectadores no Wanda Metropolitano.