CBF Social em Floripa

24/08/2017 às 17:56 | Assessoria CBF

Em debate os direitos da criança e do adolescente

Créditos: Alceu Atherino Neves / Avaí

O segundo dia de palestras do CBF Social, nesta quinta-feira (24), no Estádio da Ressacada, teve como destaque a proteção integral dos direitos da criança e adolescência no futebol. Como trabalhar com jovens e ao mesmo tempo adequar todas as ações dentro da legislação, a necessidade que esta fase de crescimento e aprendizado exige de gestores e comissão técnica.

O CBF Social prossegue nesta sexta-feira (25), com a realização do Festival de Futebol, que abrigará no gramado da Ressacada, mais de 400 crianças de comunidades carentes da Grande Florianópolis, em atividades com monitores e atletas profissionais do Avaí. Também estará presente na abertura do CBF + Saúde, o secretário geral da CBF, Walter Feldman, e o médico Jorge Pagura, presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol. Na parte da tarde teremos a abertura da 9ª Jornada Científica do Departamento Médico do Avaí, coordenada pelo médico Luis Fernando Funchal.

O primeira palestra desta quinta-feira foi a do promotor de Justiça do MPSC, Mauro Canto da Silva, que falou sobre o adolescente atleta. Na visão do promotor, é importante que os clubes direcionem seus trabalhos não só para o aspecto técnico, mas para a formação do indivíduo, que precisa de apoio psicológico e assistência social.

- Os atletas vão lidar em seu crescimento com as frustrações. Não é só perder um jogo de futebol, mas um situação de vida, a perda de um parente, um pai envolvido com alcoolismo. O menino não consegue treinar, concentrar, pois às vezes está sozinho no alojamento. Ele vai precisar de apoio e orientação, é preciso ficar de olho em tudo - disse.

Na programação do CBF Social tivemos a palestra do presidente da Comissão da Criança e do Adolescente da OAB-SC e Advogado da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de SC, Ênio Gentil Vieira Junior, que falou sobre Práticas Preventivas de Proteção aos Direitos das Crianças e Adolescentes no Futebol. O advogado centrou sua fala sobre a emancipação de atletas e os direitos que envolvem suas relações com os clubes.

- Elas precisam ser as mais transparentes possíveis para eles. O atleta adolescente não pode ficar à margem de contratos e outras ações que envolvam sua vida - destacou.

Ainda segundo o advogado Enio Gentil Vieira Junior, “o mundo do futebol e os direitos da criança e dos adolescentes precisam andar juntos. O clube precisa garantir o adolescente na escola. Se comprometer sobre os direitos e garantias, todos eles fazem parte de um sistema, sem violações. Parabenizo a CBF e Avaí por trazerem esse tema para discussão, pois são transformadores de pessoas”, completou.

Na programa do CBF Social ainda tivemos a palestra do Padre Vilson Groh, presidente do grupo IVG – Líder Comunitário nas Comunidades Carentes de Florianópolis e na África. Ele falou sobre o tema “Proteção aos Direitos das Crianças e Adolescentes no Futebol”. Abordou o trabalho com jovens nas comunidades e como lidar com sonhos. Mas acima de tudo, com o atendimento. Carlos Nicodemos, da Associação de ex-Conselheiros da Infância, falou sobre “Portal promovendo os direitos”. À tarde, além das palestras técnicas para a área do futebol, tivemos a fala do professor doutor Anderson Teixeira, da UFSC, que abordou a Maturação da Infância e Adolescência da Prática do Futebol.

A programação do dia foi encerrada com a palestra do diretor de futebol do Cruzeiro, Klauss Câmara, que falou sobre Transição de Atletas da Base para o Profissional. Como adotar práticas de trabalho e valorizar esta importante etapa na vida de um jogador dentro do clube. Os cuidados para não cometer erros de avaliação e encaminhamentos.

Leia mais

Nossos patrocinadores