Cinco perguntas para...

27/07/2017 às 17:54 | Assessoria CBF

Pingo e Cássia: destaques do campeão Pinheirense

Destaques do Pinheirense Esporte Clube, equipe campeã do Brasileiro Feminino A-2, a atacante Pingo (31 anos) e a meia Cássia (23 anos) estão entre as cinco jogadoras que mais fizeram gols na competição. Elas vêm logo atrás de Irley, companheira de time e artilheira do campeonato, com 10 gols. Pingo marcou oito vezes e Cássia seis.

As duas jogadoras representam o contraste de gerações e a diversidade de mulheres que desfilam com a bola nos pés pelos campos do Brasil. Assim como milhares de meninas, Pingo e Cássia são apaixonadas pelo futebol e praticam o esporte desde de muito jovem.

Na elite do futebol feminino nacional em 2018, as jogadoras já sonham com voos mais altos com o Pinheirense. Fizemos 5 perguntas para Pingo e Cássia. Confira as respostas e conheça mais as campeãs:

1 - Quais são seus ídolos no futebol?

Pingo: Gosto muito do Ronaldo fenômeno, do jeito que ele jogava. No feminino, sou fã da Marta, do estilo de jogo dela.

Cássia: Sempre admirei muito o Ronaldinho Gaúcho. E no feminino, a rainha Marta.

 

2 - Qual o gol mais marcante feito nesta campanha?

Pingo: o meu foi contra o Caucaia, no Ceará. Invadi a área depois de receber a bola lançada pela Irley e fiz o gol.

Cássia: Tenho dois gols na verdade. Um foi contra o JV Liberal, chute fora da área encobrindo o goleiro, e o outro contra o Caucaia, de falta, na semifinal.

 

3 - Quando começou o amor pelo futebol?

Pingo: Desde que me entendo por gente, eu jogo futebol. Acompanhava meu irmão que gostava de jogar. Ele tem 33 e eu 31 hoje. Andava muito com ele e ia atrás para jogar bola.

Cássia: Toda minha família joga futebol e eu nasci com esse dom. Deixei a boneca de lado e optei pela bola e deu certo. Jogo desde os 8 anos.

 

4 - Que tipo de jogada mais empolga vocês?

Pingo: Se eu puder, eu jogo até de goleira ( sorri). Quero é sair vencedora. Tudo é bom no futebol.

Cássia: Para mim, é quando a gente faz uma tabela e sai o gol, principalmente quando acontece a repetição de um lance que foi treinado. É muito bom ver isso acontecendo. O resultado do trabalho do dia a dia.

 

5 - Como vocês enxergam o futuro do futebol feminino?

Cássia: Sonho em ter mais apoio no futebol feminino. Já mudou muita coisa. Tem muita gente vindo assistir os jogos. Antes tinha muito preconceito, machismo. Mas, hoje, a gente vê mais público nas arquibancadas. Queremos ser reconhecidas, mas também ser exemplo para as pessoas. Tirá-las de caminhos errados e trazê-las para o futebol, que é muito bom.

Pingo: Cássia disse tudo. Espero também ver essas meninas que jogam comigo daqui a um tempo tendo condições como as do futebol masculino de tornarem-se profissionais.  

 

 

 

Leia mais

Nossos patrocinadores