Visita do Rei e novo acervo!

26/12/2017 às 06:37 | Assessoria CBF

2017: um ano especial do Museu Seleção

Um ano muito especial! Sem dúvidas esta é a melhor maneira para definirmos 2017 para o Museu Seleção Brasileira. O local, localizado no prédio da Confederação Brasileira de Futebol, na Barra da Tijuca (RJ), conta a história da Seleção Brasileira unindo tecnologia e tradição para recriar a trajetória do futebol mais vitorioso do mundo, através de atrações que agradam o público de todas as idades. Reveja algumas passagens que marcaram as atividades do museu em 2017.

NOSSAS ESTRELAS

Dentre tantos momentos especiais ao longo deste ano, vamos iniciar nossa retrospectiva relembrado o dia da ilustre visita de Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé. Em um momento inédito, este que até hoje é insuperável em muitas de suas jogadas marcantes, reergueu de uma só vez os três troféus das Copas do Mundo dos anos de 1958, 1962 e 1970. No museu, Pelé se emocionou com as memórias que deram a ele a oportunidade de cravar seu nome como o maior jogador de futebol de todos os tempos. Veja aqui como foi a passagem do Rei Pelé pelo Museu.

Bebeto, um dos craques da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1994 na conquista do tetracampeonato também esteve visitando o Museu Seleção Brasileira neste ano. Em julho, o camisa 7 do tetra reviu a camisa original daquela conquista, os lances que jamais deixarão as memórias dos brasileiros e reencontrou, depois de 23 anos, a taça da Copa do Mundo dos Estados Unidos.

Outros dois grandes momentos foram protagonizados pelos pentacampeões Denílson e Lúcio ao reencontrarem o troféu conquistado por eles na Copa do Mundo da Coreia do Sul e do Japão. Sem ver a taça desde o Mundial de 2002, Denílson contagiou a todos com sua simpatia e visível emoção ao relembrar a trajetória da conquista de alguns prêmios ali expostos. Lúcio, o camisa 3 da equipe do penta e que ainda hoje está entre os jogadores que mais defenderam a Seleção Brasileira, relembrou com carinho durante o passeio ao lado da família os mais de 100 jogos vestindo a Amarelinha, em especial a noite do pentacampeonato que completou 15 anos no dia 30 de junho de 2016. Relembre conosco a visita de Lúcio ao Museu Seleção Brasileira.

Em setembro foi a vez de Cafu, o capitão da Seleção campeã do Mundial de 2002 relembrar seus triunfos à frente da Canarinho. Durante seu passeio, alguns visitantes no museu tiveram a sorte de encontrá-lo e demonstrar ao vivo a admiração pelo grande atleta. No mesmo mês, o Museu também recebeu o jogador Renato Augusto, o meio-campo da vitoriosa equipe dos Jogos Olímpicos 2016. Renato pode mais uma vez contemplar o inédito Ouro Olímpico conquistado pela Seleção Brasileira, parte deste feito graças à sua participação.

AMIGOS DA SELEÇÃO CANARINHO

Alguns artistas que nutrem a paixão pela Seleção Brasileira também passaram pelo Museu. Um dos maiores cantores da atualidade, Wesley Safadão arrepiou-se ao acompanhar um jogo imerso em um ambiente com imagens em 360 graus. Num encontro animado com o atual técnico da Seleção Brasileira, Tite, Safadão foi presenteado com uma camisa da Seleção personalizada. O cantor Jorge da dupla Jorge&Mateus também teve a oportunidade de engatar um bate-papo animado com Tite, de quem é fã declarado e se encantou com a quantidade de atrações virtuais e multimídias do local.

O mesmo ocorreu com o youtuber Fred, do canal Desimpedidos, que ressaltou “nunca ter visto algo parecido no mundo!”. Já o ator e fenômeno do Youtube, Felipe Neto, se divertiu durante o passeio mostrando aos milhões de seguidores que o acompanham nas redes sociais seu entusiasmo pelo futebol. 

O comediante Mauricio Manfrini, dono do personagem Paulinho Gogó, também esteve no Museu Seleção Brasileira neste ano e ficou extasiado com as lembranças que o acompanharam durante o passeio.

ACERVO - LEGADO OLÍMPICO

Logo no início de suas atividades em 2017, o Museu Seleção Brasileira teve seu acervo ampliado na galeria de troféus ao ganhar aproximadamente 300 novas peças. Entre as novas atrações, está a medalha de ouro que o jogador Weverton ganhou no futebol masculino dos Jogos Olímpicos de 2016, assim como a camisa que Neymar usou no final das Olimpíadas 2016 com o autógrafo de todos os jogadores que participaram do Ouro Olímpico.

CERTIFICADO DE EXCELÊNCIA

Pelo segundo ano consecutivo (2016 e 2017), o site Trip Advisor, um dos maiores do mundo no ramo de turismo, que fornece informações e opiniões sobre conteúdos relacionados a viagens, reconheceu o alto nível de hospitalidade do Museu através da entrega do Certificado de Excelência. E na constante busca pela parceria com empresas que possam contribuir para o enriquecimento de suas atividades, a CBF e o Arquivo Nacional assinaram um acordo de contribuição mútua mostrando que, se tratando de Brasil e futebol, a história de um difunde-se com a do outro.

PROJETOS SOCIAIS

Desde maio de 2017, uma novidade trouxe mais oportunidades para os alunos da rede pública de ensino conhecerem o Museu: a isenção do valor cobrado na entrada, todas as quartas-feiras. De acordo com Luciana Montanari, gerente de marketing da CBF, o Museu Seleção Brasileira é para todos e por isso a questão financeira não pode ser um impeditivo para o passeio.

– Queremos dar oportunidades para que todos possam vir para cá e, por esta razão, os projetos sociais são gratuitos e muito bem-vindos. Exemplo disso foi o que fizemos no Dia das Crianças, doando o transporte e organizando toda a logística para a visita de mais de 400 crianças carentes vindas da UPP da Cidade de Deus (RJ), Ação Social do Recreio (RJ) e Lar Freire São Luiz (RJ) – comentou, destacando a necessidade de pré-agendamento para a realização destas visitas voltadas aos projetos sociais. Veja aqui uma destas parcerias com projetos sociais realizadas em 2016. Luciana também chamou atenção para a parceria com o setor turístico:

– Com o objetivo de divulgar o Museu para os formadores de opinião na parte de turismo, convidamos 80 guias turísticos credenciados para conhecerem o Museu e o incluírem em seus roteiros de passeios no Rio de Janeiro – pontuou. 

A CBF e o Museu Seleção Brasileira agradecem as visitas e parcerias em 2017, desejando um 2018 de muita prosperidade! Seguimos aguardando todos vocês no endereço abaixo:

MUSEU SELEÇÃO BRASILEIRA – SERVIÇO

Endereço: Av. Luís Carlos Prestes nº 130, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro (RJ)
Entrada: R$ 22,00 / Meia-entrada: R$ 11,00 (estudantes e idosos)
Gratuidade: Portadores de necessidades especiais com direito a um acompanhante, crianças até 6 anos e professores da rede pública
Estacionamento: Gratuito no local
Duração da vista: 1h30 (tempo aproximado)
Idiomas: Português, Inglês e Espanhol
Horário de funcionamento: Todos os dias, das 10h às 18h
Reserva para grupos: museu@cbf.com.br
Formas de pagamento: Dinheiro e cartões de débito e crédito
Telefone da bilheteria: (21) 3572-1963

Site: www.museuselecaobrasileira.com.br

Leia mais

Nossos patrocinadores