Transferências

08/11/2017 às 18:11 | Assessoria CBF

TMS: CBF promove segundo treinamento em 2017

Anualmente, a Diretoria de Registro e Transferência da Confederação Brasileira de Futebol, oferece aos clubes de futebol e federações treinamentos específicos sobre a utilização do sistema TMS (Transfer Matching System) da FIFA, que rege todas as transações de atletas do mercado mundial do futebol desde 2008. Nesta terça-feira (6), a CBF realizou o segundo treinamento do ano. O curso contou com a presença de representantes de 36 clubes do Brasil.

– A função do curso é dar o acesso aos clubes do sistema TMS ou até reciclar aqueles que já são usuários do sistema. Através dele é possível realizar as transferências internacionais que são vigiadas pela FIFA. Então, a busca do certificado de transferência internacional que possibilita o registro nos países é feito dentro desse sistema – pontuou o gerente da Diretoria de Registros da CBF, Bernardo Zalan.

Além das transferências, o sistema também adere outras funções, como o registro de jogadores menores de idade e o Mecanismo de Solidariedade que dá maior proteção às equipes.

– Existem outras funções como a possiblidade de registrar jogadores menores de idade internacionalmente de maneira supervisionada e de acordo com o regulamento da FIFA. Outra ferramenta importantíssima é a possiblidade da cobrança do Mecanismo de Solidariedade no sistema TMS. Jogadores que são transferidos no exterior e clubes brasileiros que formaram esses atletas nas divisões de base ou até aos 23 anos podem cobrar clubes de todo o mundo dentro do sistema aumentando a sua rentabilidade – finalizou.

A novidade desse treinamento ficou por cargo da inclusão do registro de atletas do futebol feminino por meio do sistema a partir de janeiro de 2018. Porém, os clubes brasileiros só se beneficiarão dessa novidade se os contratos com as jogadoras forem profissionais. Esta é mais uma oportunidade para que as equipes possam valorizar suas atletas e ter retorno financeiro de seus investimentos.

– Agora nós teremos que inscrever e registrar as atletas no TMS. Isso só vem a contribuir porque, com o devido registro, elas ficam vinculadas ao clube com a competente inscrição e regulamentação na FIFA – comentou a advogada do Criciúma, Samira Zambrano.

Confira como foi o primeiro treinamento do ano realizado pela CBF

Leia mais

Nossos patrocinadores