Supercopa Rei tem esquema de segurança reforçado

Supercopa Rei tem esquema de segurança reforçado

Milhares de agentes de segurança de Minas Gerias e São Paulo trabalham de forma integrada no Mineirão

 

A Supercopa Rei conta com um complexo esquema de segurança no Mineirão. Milhares de agentes trabalham na operação da partida. São Paulo e Palmeiras vão decidir na tarde deste domingo (4) o título da competição que abre oficialmente a temporada do futebol brasileiro a partir das 16h.

Desde sábado, policiais de São Paulo e Minas Gerais participam do esquema especial de transporte das duas torcidas. O efetivo montado é superior ao exigido pela Fifa. Dentro do estádio, mais de 600 agentes estarão trabalhando entre os torcedores. O esquema conta com centenas de policiais militares nos arredores do Mineirão. Helicópteros, drones, cães farejadores e integrantes da tropa de elite da polícia mineira vão ser usados neste domingo.

São Paulo é o campeão da Supercopa Rei 2024 Supercopa Rei teve esquema de segurança reforçado
Créditos: Staff Images/CBF

Desde o mês passado, o trabalho é coordenado pelo coronel Nilton Mascarenhas, oficial de segurança da CBF e ex-comandante da Polícia Militar da Bahia. Participaram também da elaboração do esquema de segurança Cesar Saad, delegado de Polícia da DRADE de São Paulo (Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva), Daniel Las Casa, secretário geral da Federação Mineira de Futebol, coronel Flávio Godinho Pereira, diretor de operações da Polícia Militar de Minas Gerais, tenente coronel Leandro Mora Mafa, comandante do batalhão de Choque da PM-MG, e Ronaldo Piacente, procurador-geral do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

"Ë uma operação complexa, mas conseguimos coordenar todos as forças de segurança e entes públicos e vamos conseguir atender bem o torcedor aqui no Mineirão", afirmou Nilton Mascarenhas, que atuou em dezenas de mega eventos desde a Copa das Confederações de 2013.

Oficial de segurança da CBF, Nilton Mascarenhas, e o Diretor de competições da CBF, Julio Avellar, trabalham no Mineirão antes da Supercopa Rei 2024 Oficial de segurança da CBF, Nilton Mascarenhas, e o Diretor de competições da CBF, Julio Avellar, trabalham no Mineirão antes da Supercopa Rei 2024
Créditos: Staff Images/CBF

"A segurança privada, que é de competência da própria CBF, conta com 600 seguranças contratados que vão trabalhar na parte interna, número superior ao exigido pela Fifa. No perímetro externo e externo e imediato, são as forças públicas que estão com efetivo suficiente para atender essa demanda. Teremos também helicópteros, cães, farejadores, cavalaria, policiais do choque, as rotas, o poder público estadual e municipal, através dos órgãos de trânsito, os órgãos que controlam o comércio informal, ou seja, é uma operação integrada. Vale lembrar que escoltamos 100 ônibus com torcedores das duas torcidas de São Paulo até aqui. Tudo está sendo preparado para termos uma grande festa do futebol", acrescentou.

Reunião da CBF com as forças de segurança para a Supercopa Rei 2024 Reunião da CBF com as forças de segurança para a Supercopa Rei 2024
Créditos: CBF

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL Semo Technogym Core Laser Mectronic Kin Analytics