Supercopa Feminina estabelece novo recorde de público 

Supercopa Feminina estabelece novo recorde de público 

Competição tem premiação milionária; campeão embolsará R$ 600 mil e vice receberá R$ 400 mil

Torcedores lotam a Neo Química Arena Torcedores lotam a Neo Química Arena
Créditos: Staff Images / CBF
A terceira edição da Supercopa Feminina estabeleceu neste domingo (18) o novo recorde público da competição. A vitória do Corinthians sobre o Cruzeiro, na Neo Química Arena, em São Paulo, foi assistida por 33.175 torcedores. Diante do estádio lotado, o time paulista conquistou pela terceira vez o título da competição, que abre o calendário do futebol feminino nacional
 
A final das três edições do torneio foi disputada na Neo Química Arena e mostra o crescimento do interesse do público a cada edição. Em 2022, a final  registrou 19.547 pessoas nas arquibancadas do estádio. Na ocasião, as Brabas do Timão venceram o Grêmio por 1 a 0. Já em 2023, 25.799 espectadores assistiram à vitória do Corinthians sobre o Flamengo por 4 a 1.
 
Corintianas comemoram na Neo Química Arena Corintianas comemoram na Neo Química Arena
Créditos: Staff Images / CBF
 
"O sucesso de público da Supercopa mostra a confiança do torcedor no trabalho de desenvolvimento do futebol feminino realizado pelas atletas, treinadores, arbitragem, clubes, federações e pela CBF. Desde o início da minha gestão, não paramos de investir na formação de profissionais de toda a cadeia produtiva do futebol feminino, no desenvolvimento e na realização de novas competições. Queremos crescer o futebol feminino a cada ano", afirmou o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.
 
O Brasil é candidato a sede da Copa do Mundo de 2027. O país concorre com duas candidaturas conjuntas: Estados Unidos/México e Alemanha/Holanda/Bélgica. A Fifa anuncia em maio o vencedor no Congresso que será realizado na Tailândia.
 
 
PREMIAÇÃO RECORDE
 
 
Além do recorde de público, a terceira edição da Supercopa contou com uma premiação histórica para os finalistas. O presidente Ednaldo Rodrigues anunciou na quarta-feira (14) que os dois clubes vão receber no total  R$ 1 milhão, R$ 600 mil para o campeão e R$ 400 mil para o vice. 
 
Prêmio para os dois finalistas também foi recorde Prêmio para os dois finalistas também foi recorde
Créditos: Staff Images / CBF
 
Nesta edição, a premiação aumentou 25% em relação ao ano passado. Em 2023, a CBF pagou R$ 500 mil ao vencedor e R$ 300 mil ao segundo colocado. Em 2022, primeiro ano de disputa do torneio, os vencedores não receberam premiação.

Veja mais

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL Semo Technogym Core Laser Mectronic Kin Analytics