Em sua primeira edição, Supercopa Feminina Betano é sucesso de audiência

Em sua primeira edição, Supercopa Feminina Betano é sucesso de audiência

Em sua edição de estreia, competição que abre o calendário do futebol feminino foi assistida por 46 milhões de brasileiros na TV Globo.

Final da Supercopa Feminina Betano 2022: Corinthians x Grêmio Final da Supercopa Feminina Betano 2022: Corinthians x Grêmio
Créditos: Thais Magalhães/CBF

A Supercopa Feminina Betano é sucesso de audiência! Em sua primeira edição, a competição veio para encorpar o calendário do futebol feminino e intensificar ainda mais o desenvolvimento da modalidade. Com um formato mata-mata que atraiu o público, o torneio não foi um sucesso apenas dentro das quatro linhas. 

Ao todo, foram disputadas sete partidas em cinco estádios distintos. Oito equipes representando seis estados e quatro regiões do Brasil iniciaram a disputa da Supercopa Feminina Betano. Na primeira edição da competição, o Corinthians se sagrou campeão com uma campanha invicta de três vitórias.

Audiência

Todas as partidas da competição contaram com transmissão do Sportv e/ou da TV Globo. A parceria firmada entre a Confederação Brasileira de Futebol e as detentoras de direitos do torneio se mostrou um sucesso em números. Ao todo, 46 milhões de brasileiros assistiram a Supercopa Feminina na TV Globo, com média de 21 milhões de pessoas ligadas por jogo na emissora. (FONTE: Kantar IBOPE Media)

- 8.0 pontos de audiência nas quartas de final (Dom, 06/02 – 10h30)
- 10.2 pontos de audiência na semifinal (Qua, 09/02 – 15h30)
- 9.1 de audiência na final (Dom, 13/02 – 10h30)

- 24.2 % de share nas quartas de final (Dom, 06/02 – 10h30)
- 24.4 % de share na semifinal (Qua, 09/02 – 15h30)
- 26.8 % de share na final (Dom, 13/02 – 10h30)

* Share significa, em %, a participação de determinado programa ou emissora no total de televisores ligados dentro de uma faixa horária.
**Cada ponto de audiência nas 15 praças consideradas pelo IBOPE equivale a: 268.278 domicílios e 716.007 indivíduos.

Em São Paulo, a Supercopa Feminina alavancou um avanço histórico. O título do Corinthians provocou um aumento de 2,7 pontos de audiência e 7,9 de share. A marca foi a maior registrada pela TV Globo desde os Jogos Olímpicos de Tóquio, no dia 1º de agosto de 2021. A média da soma das audiências também cresceu na emissora, se comparada à mesma faixa horária nas quatro semanas anteriores à disputa do torneio.

Público presente e diversificado

Além dos bons números de audiência, a Supercopa Feminina contou com uma presença significativa nos estádios. Dentre os destaques, duas partidas envolvendo o campeão, Corinthians, despontaram: a estreia diante do Palmeiras, nas quartas de final, e a decisão contra o Grêmio.

Quartas de Final
Corinthians x Palmeiras
Local: Neo Química Arena (SP)
Público: 13. 890 pessoas
Renda: R$ 322.467,50

Final
Corinthians x Grêmio
Local: Neo Química Arena (SP)
Público: 19.547 pessoas
Renda: R$ 442.644,50

Final da Supercopa Feminina Betano 2022: Corinthians x Grêmio Final da Supercopa Feminina Betano 2022: Corinthians x Grêmio
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Outro fator promissor foi o público atingido pela competição. Provando que o futebol feminino atrai, sim, um leque diverso de audiência, a faixa etária que mais acompanhou a Supercopa Feminina foi a de homens com mais de 50 anos, seguido pelas mulheres da mesma faixa etária. (Fonte: Kantar IBOPE Media).

Públicos mais atraídos pelo torneio:

- Homens +50
- Mulheres +50

Ativações Comerciais

 
Com o sucesso de alcance e renda, a Supercopa Feminina se tornou um ambiente de grandes oportunidades comerciais. Sendo assim, as marcas parceiras da competição puderam colocar em prática uma série de ativações. A principal delas foi o ‘Naming Rights’, com o nome Supercopa Feminina Betano estabelecido.

O site de apostas esportivas também promoveu a premiação de craque da partida na final do campeonato. Com direito a troféu exclusivo, a marca premiou Gabi Zanotti, do Corinthians, autora do gol do título diante do Grêmio.

Além da Betano, a Supercopa Feminina contou com os seguintes patrocinadores: Pitú, PixBet, Rei do Mate, Uniasselvi, Usaflex, Vonder, BetNacional, Giuliana Flores, Plastilit, Óticas Carol, Zaeli, Cobrecom e APVS. As marcas parceiras puderam exibir suas identidades durante os jogos e entrevistas por meio de placas de campo e de backdrops estilizados.

- Naming Rigths
- Troféu Craque da Partida
- Backdrop
- Placas de Campo
- Ativação nas Redes Sociais das Marcas

Final da Supercopa Feminina Betano 2022: Corinthians x Grêmio Final da Supercopa Feminina Betano 2022: Corinthians x Grêmio
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Redes Sociais

 
O engajamento virtual também não deixou a desejar. Nas redes sociais do Grupo Globo, a Supercopa Feminina, em apenas cinco posts, alcançou marcas significativas (Fonte: Socialbakers).

- 284,3 mil impressões
- 82,1 mil visualizações de vídeo
- 4,8 mil interações

No Twitter, especificamente, a competição se destacou ainda mais e contou com uma repercussão espontânea. (Fonte: Twitter Powertrack).

- 8,3 mil tweets sobre a Supercopa Feminina
- 5,3 mil espectadores comentando sobre a Supercopa Feminina
- 16 termos da Supercopa Feminina emplacados nos “Assuntos do Momento” do Brasil e um termo nos assuntos mais debatidos do mundo

Identidade própria


Para realizar uma edição de estreia à altura do esperado, a CBF promoveu uma série de ações a fim de dar uma cara própria para a Supercopa Feminina. A construção da identidade visual do torneio passou por diversos itens específicos:

- Troféu Personalizado
- Medalhas Personalizadas
- Patch Especial para a Final
- Banner Padronizados no Protocolo de Jogo

13-02-2022 - Supercopa Feminina 2022 - Final - Corinthians vs Gremio 13-02-2022 - Supercopa Feminina 2022 - Final - Corinthians vs Gremio
Créditos: Livia Villas Boas e Rebeca Reis / Staff Images / CBF


Créditos: Thais Magalhães/CBF

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro