CBF cria Supercopa do Brasil de Futebol Feminino a partir de 2022

CBF cria Supercopa do Brasil de Futebol Feminino a partir de 2022

Com nova competição nacional, futebol feminino brasileiro ganha mais datas no calendário, que passa a contar com seis campeonatos, sendo três profissionais e três de base.

Jogo de ida da final do Brasileirão Feminino A-1 2020 - Avaí-Kindermann x Corinthians Jogo de ida da final do Brasileirão Feminino A-1 2020 - Avaí-Kindermann x Corinthians
Créditos: Thais Magalhães/CBF

A partir de 2022, o futebol feminino brasileiro ganhará mais uma competição nacional. Trata-se da Supercopa do Brasil de Futebol Feminino, que terá início no próximo ano, abrindo a temporada. O campeonato reunirá oito equipes entre as melhores classificadas no Brasileiro Feminino A-1 e A-2 de 2021, com disputa prevista para os meses de fevereiro e março.

A criação de uma nova competição fomenta ainda mais o futebol feminino no Brasil, que já conta com dois campeonatos adultos, o Brasileiro Feminino A-1 e A-2, além de três de base, o Brasileiro Feminino Sub-18, Sub-16 e a Liga de Desenvolvimento Sub-16 e Sub-14.

"Esse é mais um passo no fomento e na valorização do futebol feminino, que vem sendo uma prioridade da nossa gestão. Com a criação da Supercopa do Brasil, atendemos à constante demanda por um calendário cada vez mais encorpado para nossos clubes. Esse é um dos grandes desafios no desenvolvimento da modalidade. Permitir que as atletas joguem em alto nível durante toda a temporada”, ressaltou Rogério Caboclo, Presidente da CBF, ao anunciar a criação da competição.

A Supercopa do Brasil de Futebol Feminino chega com objetivo de envolver equipes do maior número possível de Estados e será realizada no formato mata-mata, com oito equipes. As vagas serão distribuídas entre os 12 melhores classificados do Brasileiro Feminino A-1 e os quatro melhores do Feminino A-2, limitadas a um representante por unidade federativa. Se mesmo assim alguma delas não for suprida com este critério, a Federação melhor posicionada no Ranking Nacional de Futebol Feminino 2021 terá direito a duas vagas.

Os duelos serão definidos por sorteio e o mando de campo será do clube pertencente à federação melhor posicionada no Ranking Nacional do Futebol Feminino em 2021. A primeira fase terá partidas únicas, já a semifinal e a final serão disputadas em jogos de ida e volta.

"Nosso objetivo é uma competição emocionante, que premie as equipes com melhor desempenho no Campeonato Brasileiro. Dessa forma também suprimos uma lacuna no calendário, dando às jogadoras a oportunidade de iniciar mais cedo a temporada e aos clubes a chance de começarem o ano disputando um título nacional. Além disso, o formato mata-mata também é muito importante para o desenvolvimento físico e emocional das atletas", conclui Aline Pellegrino, Coordenadora de Competições Femininas da CBF.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil