Barbosa, o grande camisa 1 do Brasil nos anos 1940/50

Barbosa, o grande camisa 1 do Brasil nos anos 1940/50

Goleiro de Seleção Brasileira, Barbosa foi um dos maiores ídolos do Vasco, clube pelo qual foi seis vezes campeão carioca e conquistou muitos títulos

16-07-1950

16-07-1950

Belini Barbosa Paulinho livro6

Belini Barbosa Paulinho livro6

24-06-1950 (1)

24-06-1950 (1)

1950

1950

01-07-1950 ou 09-07-1950

01-07-1950 ou 09-07-1950

Barbosa 3

Barbosa 3

Poderiam ser Gilmar, Castilho, Felix, Leão, Ado, Taffarel, Zetti, Gilmar Rinaldi, Marcos, Dida e Rogério Ceni - todos campeões do mundo - os grandes homenageados neste 26 de abril, Dia do Goleiro.

Mas a justiça se impõe para reverenciar Moacir Barbosa como o merecedor das homenagens no dia dedicado ao jogador que ocupa a posição mais complicada e difícil do futebol.

Jogar com a camisa 1 nunca foi tarefa fácil. As mais impressionantes defesas ou atuações são imediatamente esquecidas a cada gol sofrido ou lance tido como defensável, como injustamente tentaram atribuir a Barbosa, apontando-o como responsável pela derrota do Brasil para o Uruguai na final da Copa do Mundo de 1950.

Barbosa, passado aquele Mundial, continuou brilhando no Vasco, onde foi campeão estadual em 1952 e 1958, além de outros títulos.

A prova de que Barbosa prosseguiu sendo ídolo dos vascaínos pode ser ilustrada com essa publicação no Wikipedia:

"Em 1953, num jogo contra o Botafogo pelo Torneio Rio-São Paulo, teve a perna quebrada num choque com o atacante Zezinho. Em princípio, teve uma grande depressão. Somente se recuperou quando o Hospital dos Acidentados começou a fazer filas para os torcedores que desejavam visitá-lo. Mesmo depois do desastre na Copa do Mundo, Barbosa sentiu o quanto ainda era querido pela torcida carioca."

O cronista Armando Nogueira também homenageou Barbosa com seu texto brilhante:

Certamente, a criatura mais injustiçada na história do futebol brasileiro. Era um goleiro magistral. Fazia milagres, desviando de mão trocada bolas envenenadas. O gol de Ghiggia, na final da Copa de 50, caiu-lhe como uma maldição. E quanto mais vejo o lance, mais o absolvo. Aquele jogo o Brasil perdeu na véspera.

Títulos consquistados por Barbosa

Seleção Brasileira

Copa Roca (1945)

Copa Rio Branco (1947, 1950)

Campeonato Sul-Americano (1949)l

Pelo Vasco da Gama

Campeonato Carioca

1945, 1947, 1949, 1950, 1952 e 1958

Campeonato Sul-Americano de Campeões: 1948

Torneio Quadrangular do Rio: 1953

Torneio de Santiago do Chile: 1953

Tornio Rio-São Paulo: 1958

Barbosa nasceu em Campinas, no dia 27 de março de 1921, e morreu em Praia Grande, SP, no dia 7 de abril de 2000.


 

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro NIKE GUARANÁ ANTÁRTICA VIVO ITAÚ MASTERCARD GOL CIMED SEMP TCL FIAT PAGUE MENOS 3 CORAÇÕES TECHNOGYM STAT SPORTS