Final da Copa Verde: CBF homenageia Pantanal e Amazônia

Final da Copa Verde: CBF homenageia Pantanal e Amazônia

Brasiliense e Remo entrarão em campo com patchs personalizados sobre animais ameaçadas de extinção

Onça-pintada e arara-azul entrarão em campo na Final da Copa Verde 2020. Nesta quarta-feira (24), 16h, Remo (PA) e Brasiliense (DF) disputam a segunda e decisiva partida, no Mangueirão, em Belém (PA). Nos uniformes, levarão um patch especial com animais ameaçados de extinção de suas respectivas regiões: Amazônia e Pantanal. Esta é uma iniciativa da Diretoria de Competições da CBF, organizadora do campeonato.

O Remo homenageará a onça-pintada. Segundo a ONG Onçafari, o Brasil abriga 50% da população dessa espécie no mundo e maior refúgio é a Amazônia. O patch do Remo homenageará a onça-pintada, espécie em extinção. Pantanal, Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga também são biomas brasileiros com presença de onças-pintadas, mas em situações que variam de quase ameaçada para criticamente ameaçada.

O Brasiliense carregará na camisa um patch da arara-azul. De acordo com o instituto que leva o mesmo nome da ave, mais de dez mil desta espécie foram retiradas da natureza até os anos de 1980 devido à captura para comercialização, descaracterização do ambiente e coleta de penas para souvenirs. A ONG realiza um projeto de conservação da espécie com o monitoramento de ninhos no Pantanal. A população de araras-azuis triplicou, mas segue sob atenção por causa da fragilidade das aves.

No primeiro duelo da Final da Copa Verde 2020, o Brasiliense venceu o Remo por 2 a 1 e joga por um empate. Os desenhos dos patchs da arara-azul e onça-pintada são do artista Gonza Rodriguez.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol semp tcl free fire kwai grupo cimed fiat pague menos bitci cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil