Cuiabá-MT e Bragantino-PA largam na frente pelas oitavas da Copa Verde

Cuiabá-MT e Bragantino-PA largam na frente pelas oitavas da Copa Verde

Fora de casa, Cuiabá venceu o Iporá-GO por 2 a 1, enquanto, no Diogão, o Bragantino levou a melhor diante do Santos-AP

Bragantino-PA vence o Santos-AP e larga na frente por uma vaga nas quartas da Copa Verde Bragantino-PA vence o Santos-AP e larga na frente por uma vaga nas quartas da Copa Verde
Créditos: Matheus Vieira/Bragantino

Foi dada a larga para as oitava de final da Copa Verde. Na tarde desta quarta-feira (7), quatro equipes começaram a disputa por uma vaga na próxima fase da competição. Jogando fora de casa, o Cuiabá-MT levou a melhor diante do Iporá-GO e conquistou uma vitória por 2 a 1. Já o Bragantino-PA fez valer o mando de campo contra o Santos-AP e venceu o jogo de ida por 1 a 0. Confira os detalhes das partidas.

+Veja a tabela completa da Copa Verde!

Iporá-GO 1 x 2 Cuiabá-MT
Querendo a vitória em casa, o Iporá teve maior controle do jogo durante o primeiro tempo, mas viu o Cuiabá abrir o placar no Francisco Ferreira. Aos 32 minutos, Hugo Cabral foi derrubado dentro da área, o próprio camisa 11 bateu a penalidade e com categoria estufou as redes: 1 a 0. Só que a vantagem do Dourado durou pouco. Três minutos depois, Bosco arriscou a finalização de fora da área e acertou o ângulo da meta adversária deixando tudo igual para a equipe goiana. A virada do Iporá quase veio minutos antes do intervalo. Danilo cobrou falta para o Iporá, a bola desviou na barreira e carimbou o travessão. Mas na etapa complementar, novamente os visitantes assumiram o placar. Logo aos sete minutos, Hugo Cabral chutou forte, Pedro fez a defesa e, no rebote, Caio Dantas empurrou para dentro do gol: 2 a 1. Novamente em desvantagem, os donos da casa foram para cima, mas não conseguiram reverter o placar.

Bragantino-PA 1 x 0 Santos-AP
No Diogão, o Santos até assustou primeiro. Logo aos dois minutos de bola rolando, Fazendinha aproveitou cruzamento na área e levou perigo à meta paraense. Aos poucos, o Bragantino colocou ordem na casa e passou a dominar as ações do confronto. Querendo a vitória como mandante, o Tubarão teve boas chances com Paulo de Tarcio, Bruno, Wendel, Bilau e Lucas, mas esbarrou tanto na trave quanto nas boas defesas do goleiro Redson. Sem diminuir o ritmo após o intervalo, o time casa precisou de apenas nove minutos para abrir o placar na etapa complementar. Lucas deu bom passe para Wendel fazer a finalização, que dessa vez só foi parar no fundo das redes: 1 a 0. Mesmo com a vantagem, o Bragantino seguiu pressionando e segurou o resultado até o apito final. 

 

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro