Copa Verde 2017 terá ingresso de papel semente

Copa Verde 2017 terá ingresso de papel semente

CBF adiciona três ações ao pacote sustentável já conhecido da Copa Verde. Além do papel semente, haverá copo eco e lixo zero

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Créditos: Fernando Torres / CBF

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Créditos: Fernando Torres / CBF

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Créditos: Fernando Torres / CBF

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Créditos: Fernando Torres / CBF

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Créditos: Fernando Torres / CBF

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Créditos: Fernando Torres / CBF

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Créditos: Fernando Torres / CBF

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Copa Verde 2017 é lançada no Palácio do Governo, em Macapá (AP)

Créditos: Fernando Torres / CBF

A Copa Verde, primeira competição carbono zero do futebol mundial, tem três novidades em seu pacote sustentável de ações: ingressos de papel semente, copo eco e lixo zero. As iniciativas foram apresentadas pelo secretário-geral da entidade, Walter Feldman, no lançamento da edição 2017, nesta sexta-feira (17), em Macapá (AP).

No ano passado, a CBF já havia inovado com plantio de árvores para compensar o gás carbônico emitido, troca de garrafas pet por ingressos, concurso de redação sobre ecologia em escolas, palestras e oficinas para crianças atendidas por projetos sociais, árvores nativas entregues aos finalistas como troféus vivos e adoção da arara vermelha, ameaçada de extinção, como mascote oficial.

– A Copa Verde é o futebol utilizando instrumentos de luta pela preservação. Este ano, estamos mantendo o trabalho pioneiro de 2016 e adicionando ações que ajudar a consolidar esta competição como um caso de sucesso sustentável que pode ser levado a todos os campeonatos – ratificou Feldman.

PAPEL SEMENTE: Os ingressos das fases semifinal e final serão feitos com papel semente. Dentro da composição do bilhete, haverá sementes de dez tipos de plantas brasileiras. Basta colocar o ingresso na terra, em condições normais de plantio, para gerar um novo símbolo verde de sustentabilidade.

COPO ECO: Serão produzidos copos especiais para os jogos, com escudos das equipes e identidade visual da Copa Verde. Depois de usar o mesmo recipiente para consumir bebidas durante toda a partida, o torcedor pode levar como recordação ou devolver e receber de volta o dinheiro que pagou pelo copo. Assim, será reduzido o uso dos descartáveis feitos de plástico.

LIXO ZERO: A organização dos jogos vai promover o recolhimento do lixo no estádio e nos arredores, com separação de acordo com os procedimentos da coleta seletiva. Esta ação é inspirada no comportamento da torcida japonesa, que dá exemplo a todo o mundo em cada evento esportivo.

O evento de Macapá foi realizado no Palácio do Setentrião, no Centro da única capital brasileira banhada pelo Rio Amazonas. De acordo com o Governo do Amapá, o estado tem 72% de florestas preservadas, o maior índice de proteção ao meio ambiente do país. Cenário ideal para sediar o "pontapé inicial" da Copa Verde.

– Esse dia é uma demonstração de respeito da CBF pelo futebol de nossa região. Espero que a Copa Verde mostre, mais uma vez, o talento dos nossos jogadores e a importância da causa ambiental. Iniciativas como a troca de ingressos por garrafas pet levam mais torcedores aos estádios, pois o custo é mais baixo, e faz a população se engajar ainda mais na questão da sustentabilidade – disse o presidente da Federação Amapaense de Futebol (FAF), Roberto Góes.

A Copa Verde 2017 (clique e confira a tabela) é disputada por 18 clubes das regiões Norte, Centro Oeste e do Espírito Santo. Além de levar a taça de melhor equipe e o troféu vivo, o campeão estará classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil 2018, a competição com maior premiação do futebol sul-americano (veja mais).

– O futebol dessas regiões está sendo valorizado pela CBF e esperamos que todos os esforços para a organização da Copa Verde sejam incentivos a mais para clubes e jogadores – concluiu o vice-presidente da CBF, Antônio Nunes.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports