Sampaio Corrêa tem defesa consistente na conquista do Nordestão

Zagueiro Joécio exalta qualidade do Bahia, mas parabeniza a equipe por ter cumprido o que o treinador Roberto Fonseca orientou

Final da Copa do Nordeste 2018 - Bahia x Sampaio Correa

Créditos: Staff Images

Toda a equipe do Sampaio Corrêa tinha plena consciência de que a decisão da Copa do Nordeste 2018, contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, não seria fácil. Os dois times fizeram belíssimas campanhas na competição e mereceram ser finalistas. De um lado, os baianos com a torcida a seu favor, do outro, os maranhenses procurando segurar o empate que garantiria o título.

– Ele (o técnico Roberto Fonseca) passou para a gente a dificuldade que seria o jogo, que o Bahia iria se impor dentro de casa, com o estádio lotado e a torcida empurrando. A equipe do Bahia é muito qualificada, não à toa está na Série A. Ele orientou para atacarmos também, porque se ficássemos só marcando e defendendo o tempo todo iria ser ruim. Tivemos alguns contra-ataques e chances de fazer o gol. Mas o importante é que não tomamos gol e conseguimos segurar o resultado que era o mais difícil – avaliou o zagueiro Joécio.

A Bolívia Querida tem a melhor defesa do Nordestão 2018: em 12 partidas sofreu apenas quatro gols. Para o treinador da equipe maranhense, Ricardo Fonseca, seus jogadores se doaram ao máximo durante as duas partidas da final e foram mais efetivos dentro de campo.

– Tivemos inteligência e competência para fazer o gol dentro de casa e aqui, jogamos com o regulamento – concluiu o técnico.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro