Ídolo do Fortaleza, Marcelo Boeck vibra por levantar a Copa do Nordeste

Ídolo do Fortaleza, Marcelo Boeck vibra por levantar a Copa do Nordeste

Goleiro do Tricolor do Pici levantou o terceiro troféu em pouco menos de seis meses e exaltou o grande momento vivido pelo clube cearense

Fortaleza volta a vencer o Botafogo-PB por 1 a 0 e conquista título inédito da Copa do Nordeste

Créditos: Caio Falcão / AGIF

Marcelo Boeck é um dos grandes nomes da história do Fortaleza. Para muitos torcedores é o maior goleiro da história do clube. Os números do arqueiro durante o período em que defenda a meta do Leão, realmente, são de grande destaque. Na noite desta última quarta-feira (29), no Almeidão, em João Pessoa (PB), ele levantou mais um troféu pelo Tricolor do Pici.

A bela taça da Copa do Nordeste 2019 foi a terceira erguida pelo capitão do Fortaleza em um período menor do que seis meses. Em dezembro do ano passado ele levantou a Série B do Campeonato Brasileiro. No mês passado elevou o troféu do Campeonato Cearense. E agora, a "zorelhuda", até então inédita, chega para a galeria do Pici.

– Eu sou bem humilde com relação a isso. Mas o mais bonito do que qualquer outra coisa é levantar taça. Quando a gente conquista coisas inéditas dentro da nossa trajetória a gente marca a história do clube, faz o que viemos fazer aqui. A gente vai sonhando e tudo vai se tornando muito mais acessível. Somos azarões algumas vezes, mas estamos chegando em lugares que muitos não imaginavam. E hoje a gente está lá. Então acredito que essa é a união de todas, o planejamento. O grupo de jogadores sabe que não é a melhor equipe do mundo, mas quando se junta, quando se une, quando corre, a gente se torna uma equipe muito competitiva e de repente vence – destacou o capitão do Fortaleza.

Além dos títulos, Marcelo Boeck também vem chamando a atenção pelos números em campo. Conhecido por alguns milagres, a média de gols sofridos dele nesta temporada está bastante satisfatória. Na final desta noite, diante do Botafogo-PB, o arqueiro fez três grandes defesas e garantiu a manutenção da boa marca, comemorada por ele.

– Esse ano eu fiquei nove jogos sem sofrer gol, em 13 que fiz. Esse foi o sexto seguido. Me sinto muito orgulhoso de ter a defesa menos vazada, de poder ser o campeão e poder participar de mais uma história vitoriosa do Fortaleza. Espero que nós tenhamos mais sonhos para conquistar e chegaremos lá – acrescentou.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro