Guerrero reforça confiança no Internacional na final da Copa do Brasil

Guerrero reforça confiança no Internacional na final da Copa do Brasil

No Beira Rio, palco da final, peruano elogiou a força dos torcedores colorados e destacou a ansiedade que vive por seu primeiro título nacional

Coletiva Paolo Guerrero - Final da Copa do Brasil

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Homem-gol do Internacional, o peruano Paolo Guerrero vive dias especiais. Na véspera da final da Copa do Brasil, contra o Athletico-PR, o atacante colorado reforçou a confiança no Colorado. No duelo desta quarta-feira, os donos da casa precisam vencer por dois gols de diferença para ficar com o título. Em entrevista coletiva no Beira Rio, palco da decisão, Guerrero destacou o papel da torcida do Inter na final.

- Todo adversário que vem no Beira Rio sofre. Amanhã vai ser um jogo com muito mais confiança. Sabemos que teremos nossa torcida com a gente. Acho que mantemos essa tranquilidade porque aqui é diferente, com o apoio do torcedor. Amanhã vai ser um grande dia para nós, todos estão muito motivados - disse o peruano.

Com cinco gols marcados na competição, Guerrero é um dos artilheiros da Copa do Brasil. O atacante divide o topo do ranking com Luciano (ex-Fluminense) e Pipico (Santa Cruz), que já não estão mais na disputa da Copa. Além da artilharia, Paolo ainda concorre ao prêmio de Melhor Jogador da Copa do Brasil, que disputa com o meia Bruno Guimarães, do Athletico.

Os prêmios individuais mostram que o ano de Paolo Guerrero tem sido especial. Mais do que uma temporada de grande desempenho dentro de campo, 2019 é uma redenção para o atacante. Após voltar da suspensão que o afastou um ano e quatro meses do futebol, o peruano tem a chance de vencer um título nacional pela primeira vez desde que chegou ao Brasil.

- Desde o dia que eu cheguei ao Inter, cheguei pensando que ia ser lindo jogar aqui, em um estádio tão bonito, com essa torcida linda. Sempre gostei de jogar no Beira Rio, tinha um campo muito bom. Esse ano é iluminado por tudo que passei. Desde a Copa América. Eu me sinto iluminado, quero agradecer a Deus, a minha família. Ainda faltam 90 minutos e estamos muito focados nesse jogo.

Aos 35 anos, Guerrero já disputou algumas finais importantes em sua carreira. Mas cada uma tem um valor especial para o peruano. Do alto de toda essa experiência, o atacante ainda tem espaço reservado para um pouco da ansiedade que envolve uma decisão. Não será diferente nesta quarta.

- Creio que todas as finais te dão ansiedade do que tem que fazer no dia seguinte. Para mim, todas as finais são diferentes, se jogam diferentes, e cada uma me marca de modo diferente. A de amanhã será muito especial porque decidimos a Copa do Brasil jogando em casa. Esperamos o resultado da Copa - resumiu.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro