Aniversariante da semana, Renato Cajá vive expectativa pela Copa do Brasil

Aniversariante da semana, Renato Cajá vive expectativa pela Copa do Brasil

Completando 36 anos, o meio-campista quer marcar seu primeiro gol pela competição diante do CRB nesta quinta-feira

Renato Cajá enfrentou o CRB com o Juventude pela Série B em 2020 Renato Cajá enfrentou o CRB com o Juventude pela Série B em 2020
Créditos: Arthur Dallegrave/E.C.Juventude

Quando voltou ao Juventude em 2019 após 12 anos de passagens pelo mundo todo, Renato Cajá chegava com a missão de levar a equipe de volta para a Série B. Após cinco gols marcados e artilharia da equipe na competição, o objetivo foi concluído e ele pôde voltar a escrever sua bonita história no clube. Agora pela Copa Continental do Brasil, o meia tem um novo desejo: avançar com o Ju até o mais longe possível. Nesta quinta-feira (17), às 16h, a equipe do Rio Grande do Sul recebe o CRB no Alfredo Jaconi, Caxias do Sul (RS), para iniciar a briga pela classificação.

Campeão em 1999, quando venceu o Botafogo no jogo de ida por 2 a 1 e empatou por 0 a 0 na volta, o Juventude é um clube com história vitoriosa na competição. Na atual edição, a equipe vem de quatro empates nas três fases anteriores, passando por Coruripe, XV de Piracicaba e América-RN. Mesmo sem marcar gols, Cajá conta com a boa fase para conseguir ajudar o time a avançar.

“O jogo é muito difícil que teremos pela frente, pois o CRB é um time qualificado e que está atento em todo tempo durante a partida. Precisamos ter foco para fazer os gols e levar a vantagem para a volta em Maceió. É mata-mata, então não podemos vacilar. Devemos nos impor para fazer valer o mando de campo aqui em Caxias”, disse o meia.

Mesmo sem uma taça no currículo, Cajá ainda sonha em um dia poder conquistar a Copa do Brasil. O jogador também vive a expectativa para marcar pela primeira vez na competição nacional. Pela Série B, ele já deixou o dele contra o CRB na primeira rodada, na vitória por 2 a 1 do Ju.

“Joguei poucas partidas da Copa do Brasil e acabei não marcando gols, mas é um campeonato muito forte e empolgante. Vale muito prestígio no cenário nacional e gostaria de ser campeão”, comentou.

Boa fase no Ju


Juventude-RS x Imperatriz-MA - jogo de volta das quartas de final da Série C 2019 Juventude-RS x Imperatriz-MA - jogo de volta das quartas de final da Série C 2019
Créditos: Arthur Dallegrave/ECJuventude

A carreira de Renato Cajá cruzou com o Juventude em duas oportunidades. Começando sua trajetória nas categorias de base do Mogi Mirim, ele defendeu a equipe de Caxias do Sul em 2007. De lá, foi para a Ponte Preta, clube com o qual se identificou mais até hoje e por onde teve cinco passagens. A partir de então, começou sua carreira internacional, por clubes como Guangzhou Evergrande, da China e Kashima Antlers, do Japão. Voltando ao Brasil durante esse período, atuou por Grêmio, Botafogo, Vitória, Bahia e Goiás.

Depois de sair do clube goiano, ele ficou um tempo parado para se recuperar de uma lesão. Fazendo tratamento, Cajá passou oito meses longe dos gramados até receber a chance do Juventude em um momento em que o time precisava. Foi lá que liderou o acesso e comandou a marcante vitória diante do Imperatriz por 4 a 0, marcando três vezes, na Série C do ano passado.

“Fiquei muito feliz pela oportunidade de vestir novamente essa camisa. Cheguei ao Juventude aos 22 anos e pude voltar aos 34. Poder ajudar no acesso para a Série B foi muito importante para mim. Agora quero continuar focado no trabalho, pois nosso objetivo é conquistar o acesso para a Série A”, afirmou Cajá.

Em 2020, já são três gols na Série B e a vontade de levar o Ju para mais um acesso segue firme. No grupo, ele já é um dos artilheiros, atrás apenas de Breno que tem quatro. O time atualmente está na quinta colocação, somando quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas.

“Começamos bem na temporada, mas é um campeonato longo. Não podemos empolgar demais, pois precisamos buscar vencer jogo a jogo e estar sempre nos primeiros lugares até o final. Quero continuar fazendo gols e ajudando a equipe”, analisou Renato.

Além do jogo da ida, que será nesta quinta-feira (17), na casa do Juventude, a partida de volta está marcada para a próxima terça (22), às 19h, no Rei Pelé, em Maceió (AL). Quem avançar chegará à fase de oitavas de final e ficará um passo mais próximo da taça da Copa do Brasil.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports