São Francisco-BA na busca pelo primeiro título

São Francisco-BA na busca pelo primeiro título

Semifinalistas cinco vezes, as baianas ainda não conquistaram o título da competição, mas têm como objetivo nesta edição a inédita vaga na final

São Francisco-BA

Créditos: Foto: divulgação / Prefeitura de São Francisco do Conde

O clube baiano São Francisco é nome tradicional nas competições nacionais de futebol feminino. Na Copa do Brasil da modalidade, a equipe só não disputou a segunda edição, em 2008. Ao todo, são nove participações, sendo que, na maioria das oportunidades, chegou às semifinais. Quando o assunto é a disputa estadual, o São Francisco é o maior campeão: 15 títulos em 15 anos de história. 

Na Copa do Brasil 2016, a equipe estreou com goleada por 15 a 0 contra o Boca Junior-SE e eliminou a partida de volta. O placar elástico e a classificação adiantada não são novidades para o torcedor do São Francisco nesta fase da competição.  Em 2009, bateu o Gloriense por 6 a 0. Em 2010, venceu o ECA por 10 a 2.  Em 2011, o Canindé foi a vítima na vitória por 7 a 2. No ano de 2012, a equipe baiana fez 9  a 1 sobre o CESMAC. Em 2013, foi mais econômico ao vencer o Tiradentes por 3 a 0. No ano seguinte, voltou a atropelar. O Monamy levou de 8 das baianas. No último ano, venceu o Náutico pelo placar modesto de 3 a 0. 

O São Francisco já chegou às semifinais em cinco oportunidades e, mesmo com as boas campanhas, ainda não foi campeão da Copa do Brasil. Mário Augusto, coordenador de futebol e técnico, falou com exclusividade para o site da CBF. Ele acredita no título como consequencia do trabalho que vem sendo feito no clube, mas que o objetivo principal é estar na final.

– Estamos na expectativa de mais uma vez fazer uma excelente campanha e as atletas estão focadas neste trabalho de conseguir realizar o sonho de ser campeão da Copa do Brasil, que é a competição que dá mais possibilidades de chegarmos a uma final, mas o nosso grande sonho é disputar a final, independentemente de sermos campeões ou não, essa é nossa expectativa. Continuar este belo trabalho de estar sempre colocando a equipe do São Francisco entre as melhores do país – disse o coordenador que trabalha com futebol feminino há 27 anos.

Com a experiência adquirida em tanto tempo de trabalho na categoria, Mário explicou a importância que a Copa do Brasil e o Brasileiro têm para o futebol feminino.

– Para nós, a Copa do Brasil, como também o Brasileiro, são muito importantes. É uma luta nossa de muitos anos. Ficamos muito feliz quando tem competição. Nós passamos muito tempo tendo apenas uma competição por ano e, em outros anos, sem ter (competições), então a Copa do Brasil tem muita importância para o clube e para as atletas. É um meio delas aparecerem nacionalmente. O futebol feminino já é muito difícil e uma competição nacional da êxito a este trabalho – explicou.

Os Jogos Olímpicos despertaram novamente o interesse dos brasileiros para o futebol feminino, mas para as jogadoras a Seleção Brasileira é lembrada diariamente como um dos objetivos da profissão. O São Francisco já teve atletas vestindo a camisa do Brasil em três categorias e no último dia 30 de agosto mais uma menina foi convocada.

– Já tivemos um total de 18 jogadoras convocadas, para as Seleções Sub-17, Sub-20 e Principal, então pra gente é sempre um orgulho. Nós temos uma atleta, a Tainara, que a partir da semana que vem vai se apresentar à Seleção Sub-17. É uma jogadora que vai fazer falta, mas a gente fica feliz dela estar representando o São Francisco e vamos torcer muito por ela aqui. É bom também porque a gente acaba abrindo espaço para que uma outra atleta possa mostrar o futebol dela – finalizou Mário Augusto.

O primeiro confronto do São Francisco na segunda fase da Copa do Brasil será nesta quarta-feira (7), às 20h, contra o Botafogo-PB. Jogando fora de casa, no Almeidão, em João Pessoa, a equipe baiana terá mais uma chance de garantir a classificação já no jogo de ida.

Confira todos os confrontos da Copa do Brasil Feminina

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro