Thonny Anderson: capitão e destaque da Raposa

Thonny Anderson: capitão e destaque da Raposa

Capitão do Cruzeiro e campeão do Brasileiro Sub-20, Thonny Anderson contou à CBF TV as emoções da conquista desta sexta-feira (20)

Coritiba x Cruzeiro - final Brasileiro Sub-20 2017 - Couto Pereira - Thonny Anderson

Créditos: Julia Abdul-Hak/Federação Paranaense de Futebol

O Cruzeiro conquistou, nesta sexta-feira (20), o inédito título do Brasileirão Sub-20 em pleno Couto Pereira, em Curitiba (PR). Diante de 5.841 presentes no Alto da Glória, a equipe celeste derrotou, nos pênaltis, a garotada do Coritiba, e ergueu o caneco de campeão nacional na categoria.

A responsabilidade de repetir o imortal gesto de levantar o troféu coube ao destaque da Raposa: o capitão Thonny Anderson. Meia armador de estilo clássico e cadenciado, o camisa 10 da equipe mineira regeu o meio de campo celeste durante toda a competição. Entre a estreia na primeira fase e a partida decisiva nesta sexta, foram 13 participações e três bolas na rede.

Líder da equipe no vestiário e dentro das quatro linhas, Thonny assumiu a responsabilidade de não deixar os companheiros se abaterem após o Coxa abrir o placar ainda no primeiro tempo.

– A gente foi para o vestiário com um gol contra, mas a gente sabia da força da equipe. Ficamos unidos e tivemos muita força para buscar um gol e empatamos o jogo. Tivemos chances de ter feito mais – comentou o capitão da Raposa em entrevista à CBF TV.

Depois do gol de empate, o placar se manteve até o apito final. Nas penalidades, Thonny teve a chance de sacramentar o título cruzeirense, mas desperdiçou sua cobrança. Viu da linha do meio de campo o colega Vitor Eudes pegar o pênalti de Marcos Moser e pode, enfim, soltar o grito de campeão com o grupo celeste.

– Nas penalidades, todo mundo conseguiu fazer o gol e eu, infelizmente, desperdicei a minha. Mas temos muitos jogadores de qualidade que assumiram a responsabilidade. E temos o Vitor Eudes, nosso goleiro, que substituiu o Brazão, que está no Mundial Sub-17, e fez um ótimo trabalho com o Leo, preparador de goleiros. O Vitor merece – destacou.

Natural de São Paulo (SP), Thonny contou com a presença da família nas arquibancadas do Couto. Para o capitão da Raposa, conquistar um título de expressão nacional com o apoio de familiares e amigos só aumenta o sabor da vitória.

– Minha família está unida sempre, estão sempre indo me acompanhar aonde eu vou jogar. E é maravilhoso ser campeão, olhar para cima e vê-los aqui na arquibancada. Sensação maravilhosa, com certeza – exaltou o campeão cruzeirense.

+ Confira a galeria de fotos da festa do Cruzeiro

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro