Com a força dos Aflitos em nova batalha, Náutico volta à Série B

Com a força dos Aflitos em nova batalha, Náutico volta à Série B

Timbu buscou empate contra o Paysandu após estar perdendo por 2 a 0 e, nos pênaltis, conquistou acesso para Série B

Náutico arranca empate no fim, bate o Paysandu nos pênaltis e conquista acesso à Série B de 2020

Créditos: Paulo Paiva/AGIF

Palco de grandes jogos e fortes emoções para o torcedor do Náutico, o Estádio dos Aflitos mais uma vez recebeu uma partida histórica. A casa do Timbu ficou fechada por cinco anos para reformas e só voltou a receber uma partida oficial em 2019, pela Copa do Nordeste. E foi nos Aflitos que o Náutico voltou à Série B do Campeonato Brasileiro. Depois de estar perdendo por 2 a 0 para o Paysandu, o clube pernambucano buscou o empate aos 49 do segundo tempo e, nos pênaltis, carimbou o acesso. Uma nova Batalha dos Aflitos, mas dessa vez com final feliz para os donos da casa.

A volta dos Aflitos

Dia 27 de maio de 2014. Oitava rodada do Brasileirão Série B. Náutico 0 x 1 Avaí. Esse foi o último jogo oficial nos Aflitos antes do fechamento. Uma despedida sem festa, mas que deixou saudade no torcedor do Náutico. A volta pra casa, ainda de maneira não oficial, foi só em 2018, em amistoso contra a equipe argentina do Newell's Old Boys. Oficialmente, o Timbu voltou para seu estádio da mesma forma que se despediu. Derrota para o Fortaleza por 3 a 1 pela rodada inaugural na Copa do Nordeste. No entanto, o Náutico reaprendeu a jogar nos Aflitos e o fator casa foi determinante para o acesso. 

Como mandante na Série C deste ano, o Náutico conquistou seis vitórias, três empates e apenas uma derrota. Além disso, foram 20 gols marcados e 12 sofridos sob seus domínios. O Timbu teve a melhor campanha da primeira fase no Grupo A e foi aos gritos de "vamos subir, Náutico" dos mais de 17 mil torcedores presentes que buscou forças para buscar o empate após estar perdendo por 2 a 0 para o Paysandu.

Náutico arranca empate no fim, bate o Paysandu nos pênaltis e conquista acesso à Série B de 2020 Náutico arranca empate no fim, bate o Paysandu nos pênaltis e conquista acesso à Série B de 2020
Créditos: Paulo Paiva/AGIF

Batalha dos Aflitos - Capítulo 2

Para o torcedor mais antigo do Náutico e até mesmo para os novos que conhecem a história, o cenário do acesso na noite deste domingo (8) lembrou um outro grande jogo disputado nos Aflitos. Uma das partidas mais marcantes do futebol brasileiro aconteceu no estádio do Timbu, em 2006, quando Náutico e Grêmio protagonizaram a chamada Batalha dos Aflitos, disputando o acesso à Série A.

Naquela ocasião, no entanto, a história não foi favorável para os pernambucanos. Precisando vencer para conquistar o acesso, o Náutico pressionou durante todo jogo, mas não conseguiu marcar. A equipe desperdiçou um pênalti no primeiro tempo e outro na etapa final, após muita confusão. Depois da marcação da penalidade, a partida chegou a ficar parada por mais de 20 minutos, quatro jogadores foram expulsos e o goleiro Galatto brilhou para o Grêmio. Anderson ainda marcou um gol para o Tricolor aos 61 minutos do segundo tempo. O confronto foi tão emocionante que chegou a virar um filme.

Náutico x Grêmio pela Batalha dos Aflitos em 2006 Náutico x Grêmio pela Batalha dos Aflitos em 2006
Créditos: Divulgação Site Oficial Grêmio
 

Agora, 13 anos depois, em novo roteiro de cinema, o final feliz para o torcedor do Náutico. Depois de ficar no 0 a 0 pelo duelo de ida no Mangueirão, o Timbu precisava vencer para garantir o acesso à Série B 2020. Porém, o fantasma da Batalha dos Aflitos parecia assombrar os pernambucanos mais uma vez. O Paysandu abriu 2 a 0 e deixou a situação do Náutico muito complicada. O primeiro gol do Timbu só saiu aos 19 minutos do segundo tempo. A partir daí foi pressão até o final do jogo, quando aos 49 do segundo tempo o árbitro marcou pênalti. Jean Carlos foi pra bola e deixou tudo igual. Nos pênaltis, Matheus Carvalho converteu a última cobrança, vitória por 5 a 3 e festa nos Aflitos. 

Matheus Carvalho marcou último gol na disputa de pênaltis que deu acesso ao Náutico Matheus Carvalho marcou último gol na disputa de pênaltis que deu acesso ao Náutico
Créditos: Paulo Paiva/AGIF

- Eu estava muito focado e pedi pra bater o último pênalti. Queria ter esse privilégio de fazer o gol do acesso e um dos mais importantes na história do Náutico. Na hora lembrei da minha família, do ano difícil que tivemos e agradeci a Deus pela oportunidade de estar ali naquele momento. Consegui converter em gol e conquistamos o tão sonhado acesso. Com certeza faz toda diferença ter o apoio da torcida, contávamos com essa força dentro de casa para termos êxito no resultado. Agora está reescrita a Batalha dos Aflitos! - celebrou Matheus.

A volta aos Aflitos foi um fator decisivo na temporada, já que o Náutico perdeu apenas uma partida jogando em casa. Agora, pensando na semifinal, a equipe pernambucana já está focada e aguardando apenas o adversário que sairá do duelo de Juventude x Imperatriz.

- Precisávamos da nossa casa, e o esforço da diretoria e torcida para voltarmos para o nosso caldeirão valeu a pena. Fomos coroados com esse acesso. A expectativa é a melhor possível, ainda estamos esperando o vencedor do jogo entre Juventude x Imperatriz e assim começaremos a trabalhar de acordo com as características do adversário. Vamos fortes para as semifinais, pois queremos passar para decisão e sermos campeões da Série C 2019 - concluiu o atacante.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro NikeItaúVIVOGuaraná AntárticaMastercardGOLGrupo CIMEDSEMP TCLFIATUltrafarmaEnglish LiveTechnogymStatsports3 Corações