Clubes realizam conselho técnico do Campeonato Brasileiro Série C 2021

Clubes realizam conselho técnico do Campeonato Brasileiro Série C 2021

Assim como nas Séries A e B, limite da troca de treinadores foi aprovada pelos clubes da Terceira Divisão. Reunião contou com a participação de representantes dos 20 clubes

Conselho técnico do Campeonato Brasileiro Série C Conselho técnico do Campeonato Brasileiro Série C
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Representantes dos 20 clubes que participam da Série C do Campeonato Brasileiro se reuniram, por videoconferência, para o Conselho Técnico da competição na tarde desta sexta-feira (26). Durante a conversa, foram debatidas normas para a disputa da Terceira Divisão nacional. A reunião foi conduzida pelo Presidente da CBF, Rogério Caboclo, e o Secretário-Geral da entidade, Walter Feldman. 

"Quero parabenizar a cada presidente pela continuidade das competições. Fizemos isso com absoluta competência. A CBF deu a contribuição e todos os clubes aqui foram importantes. Vamos definir juntos o modelo da competição, que é muito importante para o nosso calendário. Contem com a CBF", declarou o Presidente. 

Assim como nos Conselhos das Séries A e B, os dirigentes de clubes da Série C fizeram um desagravo a Rogério Caboclo por conta do vazamento do vídeo da última reunião entre CBF, clubes e federações, realizada no dia 10 de março. Foi aprovado por unanimidade um voto de solidariedade ao Presidente da CBF. Houve também um voto de louvor ao trabalho da Comissão Médica Especial da CBF de combate à Covid-19. 

O Presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol, Jorge Roberto Pagura, exibiu o Relatório Operacional da Comissão Médica Especial da CBF de combate à Covid-19. Na sequência, o Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba, apresentou um balanço da arbitragem na competição de 2020. A CBF fez uma apresentação de dados referentes a custos com logística das equipes na Série C do ano passado e o balanço foi aprovado.  

Conselho técnico do Campeonato Brasileiro Série C Conselho técnico do Campeonato Brasileiro Série C
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O conselho técnico contou com a participação dos Presidentes da Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (FENAPAF), Felipe Leite, da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF), Salmo Valentim, e da Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol (FBTF), Zé Mário.

LIMITE DA TROCA DE TREINADORES

A exemplo das Séries A e B, a Série C seguirá o limite de troca de treinadores entre as equipes. Proposta defendida pela CBF há três anos, a regra foi aprovada por maioria e valerá tanto para clubes que queiram demitir seus treinadores quanto para técnicos que peçam demissão de seus times. O clube começará a competição com um técnico inscrito e, caso demita este treinador, poderá inscrever apenas mais um. Em caso de uma segunda demissão, o profissional substituto tem que estar trabalhando no clube há pelo menos seis meses. Caso o treinador peça demissão, o clube não sofrerá limitação para inscrever um novo. Já o técnico que pedir demissão só poderá ser inscrito por mais uma equipe na mesma competição.

NOVA BOLA

A bola oficial da competição é uma das grandes novidades: será da marca Topper, modelo Samba Velocity PRO X. O material apresenta alta resistência, é revestido com poliuretano, traz seis gomos sem costura e é a mesma utilizada na Série B. 

ITENS REGULAMENTARES

O Diretor de Competições da CBF, Manoel Flores, apresentou a Diretriz Técnica Operacional da Série C 2021 e fez a leitura dos itens regulamentares. Três questões foram apresentadas por conta da pandemia da Covid-19: os mandos de campos  serão remanejados caso o município ou estado de origem esteja impedido de receber os jogos, os estádios seguem sem a permissão de público nas arquibancadas e as equipes precisam ter um número mínimo de 13 atletas com exames negativos para irem a campo. 

INSCRIÇÃO DE ATLETAS

Os clubes terão o direito de inscrever até 40 jogadores na competição, com prazo até o dia 25 de agosto, podendo substituir no máximo até oito atletas. A data final de registro é 15 de setembro de 2021.

SISTEMA DE DISPUTA

O sistema de disputa segue como na edição anterior. Na primeira fase, as 20 equipes são divididas em dois Grupos de dez e duelam entre si em turno e returno. Os quatro melhores colocados de cada grupo se classificam para dois quadrangulares. De um lado, o 1º colocado do Grupo A, o 2º colocado do Grupo B, o 3º colocado do Grupo A e o 4º colocado do Grupo B. Do outro, o 1º colocado do Grupo B, 2º colocado do Grupo A, o 3º colocado do Grupo B e o 4º colocado do Grupo A.

Os grupos foram divididos seguindo direcionamento geográfico e ficaram assim:

Grupo A

Altos-PI
Botafogo-PB
Ferroviário-CE
Floresta-CE
Jacuipense-BA
Manaus-AM
Paysandu-PA
Santa Cruz-PE
Tombense-MG
Volta Redonda-RJ

Grupo B

Botafogo-SP
Criciúma-SC
Figueirense-SC
Ituano-SP
Mirassol-SP
Novorizontino-SP
Oeste-SP
Paraná-PR
São José-RS
Ypiranga-RS

Primeira Fase

Fase de Grupos: 29/5 a 26/9 (18 datas)

Segunda Fase

Quadrangular: 2/10 a 7/11 (6 datas)

Terceira Fase

Final: 14/11 a 21/11 (2 datas)

Logo após a reunião, os dirigentes receberam a tabela e as datas base de todas as fases da Série C. A competição tem o seu início previsto para o dia 29 de maio e deve terminar no dia 21 de novembro. 

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Guaraná Antártica VIVO Itaú Mastercard Voe GOL CIMED Semp TCL FIAT Pague Menos Café 3 Corações Techno Gym Stat Sports Kin Analytics