Sampaio Corrêa e Londrina triunfam na Série B; Náutico e Remo empatam

Sampaio Corrêa e Londrina triunfam na Série B; Náutico e Remo empatam

Tricolor maranhense venceu o Botafogo no Castelão enquanto o Tubarão superou o Vitória fora de casa

Sampaio Corrêa venceu o Botafogo pela sétima rodada da Série B Sampaio Corrêa venceu o Botafogo pela sétima rodada da Série B
Créditos: Ronald Felipe/AGIF

Três jogos movimentaram a sétima rodada da Série B neste sábado (26). No Castelão, o Sampaio Corrêa fez valer o mando de campo e venceu o Botafogo por 2 a 0. Já o Londrina foi até Salvador e bateu o Vitória de virada por 2 a 1. E, no último duelo do dia, Náutico e Remo ficaram no 1 a 1. Confira os detalhes das partidas:

+Veja a tabela completa da sétima rodada!

Sampaio Corrêa 2 x 0 Botafogo
O Botafogo começou o jogo partindo para o ataque e antes mesmo dos 15 minutos criou três boas oportunidades para abrir o placar no Castelão. Primeiro, aos cinco, Ronald soltou o pé, mas mandou para fora. Na sequência, Rafael Navarro, aos sete, e Pedro Castro, aos 12, também levaram perigo, mas Mota apareceu bem para evitar o gol nas duas tentativas. Do outro lado, o Sampaio aproveitou a chance que teve para largar na frente. O gol do time da casa saiu aos 27 minutos, em cobrança de pênalti de Daniel Costa

No segundo tempo, as equipes pisaram no acelerador e foram para cima. Rafael Navarro, Ronald e Pedro Castro tentaram para o Alvinegro. Enquanto, aos 15, Gui Campana chegou para o Tricolor, mas parou no goleiro Douglas Borges. O toma lá, dá cá seguiu ditando o ritmo do jogo. Mais tarde, Pedro Castro mais uma vez assustou para os visitantes. Aos 25, o Sampaio até balançou as redes com Watson, mas teve o gol anulado por impedimento.

Minutos antes do apito final, mais uma oportunidade para cada lado: Zé Mario de falta levou perigo para o time da casa, aos 33. No minuto seguinte, Diego Gonçalves quase empatou para o Botafogo. Até que, nos acréscimos, Zé Mario deixou Gui Campana na boa para sacramentar a vitória tricolor. 

O triunfo deixa o Sampaio Corrêa com 12 pontos e na quarta posição. Enquanto o Botafogo tem oito e aparece na nona colocação, com um jogo a menos. 

Vitória 1 x 2 Londrina
O Vitória ditou o ritmo do jogo no primeiro tempo e criou as melhores chances. Em 15 minutos de jogo, o Leão chegou com perigo nas finalizações de Raul Prata, David e Gabriel Bispo. O Rubro-Negro seguiu no comando das ações em busca do primeiro gol, que veio já na marca dos 44 minutos, em cabeçada certeira de Dinei, após ótimo cruzamento de Pablo Siles. 

No segundo tempo, o Leão quase marcou o segundo novamente com Dinei, aos sete. Do outro lado, o Tubarão passou a aparecer mais no ataque e chegou ao empate com Adenilson, aos oito. O camisa 10 recebeu passe de Luiz Henrique já dentro da área, dominou bonito e não perdoou.

No embalo do gol, o Londrina passou a dominar o confronto e, aos 18 minutos, Tárik aproveitou bola alçada na área para virar o marcador: 2 a 1. Tentando o empate, o Vitória assustou com Roberto. Enquanto Caprini e Júnior Pirambu arriscaram para os visitantes. Nos último minutos da partida, o time da casa tentou uma pressão final, mas não conseguiu evitar a derrota no Manoel Barradas.

Com o triunfo fora de casa, o Londrina chegou aos sete pontos e aparece na 14ª colocação. Já o Rubro-Negro ocupa a 16ª posição, com seis pontos. 

Náutico 1 x 1 Remo
Foi do Náutico a primeira boa chance do jogo, na marca dos sete minutos, em finalização de Erick, que parou no goleiro adversário. Mais tarde, o time da casa teve outras duas oportunidades em sequência. Aos 15, Vinícius cruzou rasteiro para a chegada de Erick, mas, antes do atacante, Igor Fernandes apareceu para afastar o perigo. Enquanto, aos 16, Wagner tentou de cabeça, após cobrança de escanteio. Ainda rondando no ataque, o Timbu quase marcou com Jean Carlos, que superou o goleiro remista, mas viu o lateral Igor Fernandes salvar mais uma. 

Do outro lado, o Remo chegou pela primeira vez, aos 24, com Renan Gorne. E, aos 26, depois de contra-ataque fatal, Erick Flores fez passe milimétrico para Felipe Gedoz colocar o Leão na frente: 1 a 0. Tentando uma resposta rápida, o Náutico assustou novamente com Jean Carlos, aos 29, mas não conseguiu levar o empate para o intervalo. 

Depois das conversas nos vestiários, o Timbu tomou conta das ações ofensivas durante o segundo tempo, mas apesar do domínio teve dificuldades para furar a marcação do Remo. Vinícius e Kieza ficaram no quase. Mas quando o empate parecia distante, Paiva resolveu para o time da casa. Aos 42 minutos, após cobrança de falta, a bola ficou viva na área e o camisa 19 aproveitou para estufar as redes e dar números finais ao duelo nos Aflitos. 

O empate mantém a invencibilidade do Náutico, que aparece na ponta da tabela, agora com 17 pontos conquistados. Já o Remo, que tem um jogo a menos disputado, soma sete pontos e ocupa a 15ª posição. 

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol semp tcl free fire kwai grupo cimed fiat pague menos bitci cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil