Ponte Preta celebra 123 anos de história

Ponte Preta celebra 123 anos de história

Time teve o primeiro jogador negro a atuar por um clube no Brasil: Miguel do Carmo

Ponte Preta completa 123 anos de história em 2023 Ponte Preta completa 123 anos de história em 2023
Créditos: Karen Fontes/Especial PontePress

Em uma época marcada pela expansão das ferrovias no Brasil, alunos do colégio Culto à Ciência tiveram a ideia de fundar um time de futebol para a região. O ano era 1900 e o bairro era localizado na Zona Sul de Campinas, em São Paulo.

Os estudantes eram habitantes da Ponte Preta, nome em homenagem a uma ponte construída para integrar diferentes pontos da cidade. Um revestimento de alcatrão foi aplicado na ponte para reduzir os efeitos da fumaça expelida pelos trens. Daí o nome do bairro e, posteriormente, em 11 de agosto de 1900, da Associação Atlética Ponte Preta.

Miguel do Carmo, Luiz Garibaldi Burghi, Antonio Oliveira (o Tonico Campeão), Alberto Aranha, Dante Pera, Zico Vieira e Pedro Vieira da Silva são os fundadores do clube, que completa 123 anos nesta sexta-feira (11). Pedro, inclusive, veio a ser o primeiro presidente da história da Ponte Preta.

Ponte em Campinas responsável pelo nome do bairro e do clube Ponte em Campinas responsável pelo nome do bairro e do clube
Créditos: Divulgação

A Ponte Preta tem em suas raízes a luta contra o racismo. Um de seus fundadores, o Miguel do Carmo, é o primeiro jogador negro do futebol brasileiro a atuar por um clube. Ele jogou pela equipe entre os anos 1900 e 1904.

Entre suas alcunhas, a Macaca é a mais conhecida. A origem está ligada à forma como os torcedores negros da Ponte eram recebidos em estádios adversários. Para rebater os cânticos, a torcida encarou as ofensas como um ato de afirmação e adotou a Macaca como seu mascote e um dos símbolos do clube.

A Macaca é o mascote da Ponte Preta A Macaca é o mascote da Ponte Preta
Créditos: Karen Fontes/PontePress

A equipe de Campinas manda as suas partidas no Estádio Moisés Lucarelli, nome que homenageia Moysés Lucarelli, figura histórica da Ponte e responsável por reunir os fundos para a construção do estádio. 

Em 2023, a Ponte Preta disputa a Série B do Campeonato Brasileiro e ocupa a 13ª posição. A Macaca está em busca de voltar à elite do futebol nacional, competição da qual não participa desde 2017.

Moisés Lucarelli Estádio Moisés Lucarelli, a casa da Ponte Preta
Créditos: Divulgação/Ponte Preta

O presidente do clube, Marco Antonio Eberlin, descreveu a emoção de ser torcedor da Ponte Preta e explicou os planos do time para o futuro.

"É o mais puro sentimento de amor. Foi forjada por gente humilde, trabalhadores que muitas vezes deixavam seu afazeres para construir a mais linda história do futebol brasileiro."

"A Ponte Preta chega aos 123 anos com muitos planos para se reerguer. Os desafios são grandes e a gente sabe que só serão superados com união, desprendimento e muito trabalho. Tenho certeza de que a Ponte Preta é muito maior do que todos desafios que existem e vai sair ainda mais forte."

A Confederação Brasileira de Futebol parabeniza o Associação Atlética Ponte Preta pelos seus 123 anos de história.

 

 

 

 

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL SEMP TechnoGym StatSports Kin Analytics Globus Italian Excellence