De volta para casa! Os repatriados do Brasileirão Assaí 2020

De volta para casa! Os repatriados do Brasileirão Assaí 2020

Nesta temporada, eles voltaram a defender clubes pelos quais já brilharam. O que podemos esperar deles no Brasileirão Assaí 2020?

Pelo Corinthians, Jô foi artilheiro e melhor jogador do Campeonato Brasileiro em 2017 Pelo Corinthians, Jô foi artilheiro e melhor jogador do Campeonato Brasileiro em 2017
Créditos: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Poucas contratações deixam um torcedor mais feliz do que o retorno de um grande ídolo. Sabe aquele craque que brilhou com a camisa do clube e saiu fazendo juras de amor, prometendo um dia voltar? Quando a promessa se torna realidade, é uma festa. Justamente por isso, no Brasileirão Assaí 2020, algumas reestreias estão sendo especialmente aguardadas pelos torcedores.
Confira alguns dos jogadores repatriados por seus antigos clubes na Série A deste ano:

Jô (Corinthians)

Artilheiro e craque do Brasileirão Assaí em 2018, o atacante Jô é provavelmente o jogador do Corinthians que mais tem identificação com o clube. Revelado nas categorias de base do Parque São Jorge, ele se prepara para sua terceira passagem pelo Timão.

A mais marcante delas certamente foi a segunda. Após atuar no futebol chinês, Jô chegou ao Corinthians em 2017 para ser a referência de um time em reconstrução. O contexto não era dos mais fáceis: o maior rival do clube, o Palmeiras, acabara de conquistar o título brasileiro e o Timão apostava em no novato técnico Fábio Carille.

O casamento não poderia ter dado melhor. Jô foi o herói do título no Campeonato Paulista, com direito a gol decisivo contra o Palmeiras. Depois, liderou o Timão rumo à conquista do Brasileirão Assaí de 2017. Foi artilheiro (18 gols) e melhor jogador do torneio, vencido pelo Corinthians.

Vendido ao futebol japonês no fim daquele ano, Jô agora retorna ao clube que o revelou com a missão de recolocá-lo no topo do Brasil. Uma tarefa que nunca vai ser fácil. Mas que, como ele mesmo mostrou, jamais será impossível.

Fred (Fluminense)

Fred reestreou pelo Fluminense no Campeonato Carioca Fred reestreou pelo Fluminense no Campeonato Carioca
Créditos: Lucas Merçon/Fluminense

A principal contratação do Fluminense para 2020 foi a de um dos maiores ídolos da história do clube. Não faltam conquistas e artilharias para contar a história de amor entre Fred e a torcida tricolor, que ganhará um capítulo novo no Brasileirão Assaí 2020.

Tudo começou em 2009. Fred estava no Lyon, da França, e foi contratado pelo Fluminense para dar puxar a reconstrução do elenco do clube. Sob sua liderança, o Flu se transformou no “Time de Guerreiros”, que contrariou a matemática, escapou do rebaixamento e conquistou o título do Brasileirão no ano seguinte.

O brilho de Fred só aumentou nas temporadas que se sucederam. Em 2011, marcou 22 gols em 25 partidas na boa campanha do Tricolor das Laranjeiras. O ano de 2012 coroou essa história: Fred foi artilheiro e melhor jogador do Brasileirão Assaí, que foi conquistado pelo Flu. Na partida decisiva, contra o Palmeiras, fora de casa, o “Don”, como ficou conhecido, marcou três vezes no triunfo por 3 a 2.

Como jogador do Flu, Fred ainda defendeu a Seleção Brasileira na Copa das Confederações (2013) e na Copa do Mundo (2014), realizadas no Brasil. No mesmo ano em que jogou o Mundial, foi novamente artilheiro do Brasileirão, com 18 gols. A trajetória de Fred com a camisa do Fluminense foi interrompida em 2016. Após passagens por Atlético-MG e Cruzeiro, o artilheiro está de volta para o clube em que mais foi feliz.

Diego Tardelli (Atlético-MG)

Diego Tardelli cumprimenta torcida do Atlético-MG Diego Tardelli cumprimenta torcida do Atlético-MG
Créditos: Bruno Cantini/Atlético-MG

Diego Tardelli já está na galeria dos grandes ídolos do Atlético-MG. O atacante está em sua terceira passagem com a camisa do Galo, mas precisará esperar um tempo para atuar neste Brasileirão Assaí. Com uma lesão no joelho, ele só deve voltar aos gramados em 2021, na reta final do campeonato.

Mas o histórico de Tardelli garante o carinho da torcida, mesmo que ele esteja afastado do campo. A união entre Diego e a torcida alvinegra começou em 2009. Contratado junto ao Flamengo, foi artilheiro do Brasileirão Assaí. Seguiu no clube até o início de 2011, quando se transferiu para o futebol russo.

Voltou ao Galo dois anos mais tarde para fazer parte do elenco que conquistou a Copa Libertadores da América, em 2013. Ao lado de Ronaldinho Gaúcho, Jô e Bernard, formou um dos ataques mais temidos do continente e marcou seis vezes durante a campanha do título sul-americano.

No ano seguinte, Tardelli ganhou ainda mais protagonismo, com as saídas de seus três companheiros de ataque. Foi campeão da Recopa Sul-Americana e foi fundamental no título da Copa do Brasil. Foi dele o gol que decidiu a final, contra o Cruzeiro, maior rival do clube. Em 2015, Diego Tardelii rumou para o futebol chinês, onde ficou por quatro anos. Antes de voltar ao Atlético, o atacante ainda teve uma passagem apagada pelo Grêmio.

Diego Souza (Grêmio)

Diego Souza comemora gol pelo Grêmio contra o Internacional Diego Souza comemora gol pelo Grêmio contra o Internacional
Créditos: Lucas Uebel/Grêmio

Cigano da bola, Diego Souza não era exatamente um ídolo do Grêmio. Talvez por suas várias passagens em diferentes clubes do futebol brasileiro, o jogador não tenha criado um laço tão forte com a torcida tricolor. Mas a reedição dessa parceria no Brasileirão Assaí 2020 pode dar muito certo.

Mas, ainda que curta, a história entre Grêmio e Diego Souza rendeu belos capítulos da bola. Com o meia como principal jogador, o Tricolor foi campeão gaúcho e vice-campeão da Copa Libertadores da América, em 2007. No fim daquele ano, porém, Diego se transferiu para o Palmeiras, pelo qual seria eleito o craque do Brasileirão de 2008.

Diego atuou por vários clubes do Brasil e do futebol estrangeiro até que, depois de uma passagem apagada pelo Botafogo no ano passado, o meia-atacante retornou a Porto Alegre. No início de 2020, deu indícios de que pode recuperar o bom futebol no Grêmio. Elogiado pelo técnico Renato Portaluppi, Diego Souza foi para ser a referência na área de ataque do Tricolor.

O ponto alto de sua segunda temporada com o Grêmio até aqui foi no Gre-Nal do Campeonato Gaúcho. Em pleno Beira Rio, foi dele o gol que garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Internacional.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports